terça-feira, dezembro 7, 2021

Como aumentar a taxa de conversão no varejo: 7 dicas para conquistar clientes

Você sabe como aumentar a taxa de conversão no varejo e garantir o poder de competição nesse cenário tão disperso?

Imagine a seguinte situação: Você precisa de um produto específico de uma loja. Ao parar na vitrine encontra alguns vendedores mexendo no celular, loja praticamente vazia e uma vitrine sem muita informação.

Ao entrar, as peças em promoção se confundem com as da nova estação e uma vendedora pergunta a cada dois passos se você precisa de ajuda. Bom, a menos que você precise muito daquela peça específica, a primeira ação é ir embora e nunca mais voltar, certo?

Pronto! Você já faz parte do cálculo da taxa de conversão no varejo como o cliente em potencial que visitou a loja e não comprou.

Como você deve ter notado, existem inúmeros fatores que podem ajudar – ou atrapalhar – o número de vendas. E, saber como aumentar a taxa de conversão no varejo, online ou offline, é uma grande preocupação de todos os gestores.

Vamos ver algumas dicas de ouro para você não frustrar o cliente em potencial como no nosso exemplo acima?

O que é taxa de conversão no varejo

Bom, você com certeza lida com indicadores de performance constantemente no gerenciamento da sua loja, ou empresa, certo? E, a taxa de conversão é uma das mais relevantes para medir o sucesso do seu negócio, acertamos?

Essa conversão pode estar relacionada a leads ou vendas. Nos dois casos, nós computamos quantas pessoas, em relação ao total de interações, efetivaram uma ação que gostaríamos.

Então, por exemplo, taxa de conversão de leads é o total de clientes que se cadastraram dividido pelo total de acessos no site.

Mas e a taxa de conversão de vendas?

Como calcular taxa de conversão no varejo

 

Bom, seguimos na mesma linha, taxa de conversão é o comparativo entre o número de pessoas que entram na sua loja, física ou virtual, e as que realmente finalizam a compra. Ou seja:

Taxa de conversão = vendas/total de visitantes.

Por exemplo, se 100 pessoas entraram na sua loja, mas apenas 20 compraram, então, sua taxa de conversão é:

Tx = 20/100= 20%

Como aumentar a taxa de conversão no varejo

Agora que você já sabe como fazer o cálculo, vamos para as estratégias de como aumentar a taxa de conversão no varejo. Para isso, separamos nossas dicas em 4 pilares principais. São eles:

  • Layout;
  • Vendedor;
  • Cliente;
  • Loja.

Se você tem um problema com uma taxa de conversão baixa, com certeza o problema está em um desses 4 pilares.

1- Layout

A primeira imagem é a que fica, certo? Se o cliente entra na sua loja, ou site, e encontra itens bagunçados, araras confusas e pouca informação referente a localização dos produtos, ele, provavelmente, dará três passos (ou um clique) e irá embora.

Tão importante quanto a fachada da sua empresa é o layout dela como um todo. Ah! E isso vale tanto para loja física, quanto para a online. Não sabe exatamente o que é layout e como montar a loja de forma a aumentar a taxa de conversão no varejo?

Veja só uma explicação bem completa sobre o tema:

Então, vamos a algumas dicas focadas em como aumentar a taxa de conversão no varejo focando no layout da sua empresa.

1.1 – Imprima a mesma personalidade em toda a sua empresa. Isso inclui o e-commerce, etiquetas, prateleiras, uniformes, araras, blog, mídias sociais, etc. Desta forma o seu cliente tem uma maior sensação de fluidez e pode se sentir mais confortável transitando dentro da sua loja e em todos os canais da empresa.

1.2 – Arrumação é a palavra de ordem! A menos, é claro, que você seja um sale da Victoria Secrets, Dollar Tree, ou um brechó. Quanto mais em ordem as peças, itens e categorias estiverem, mais fácil o cliente localiza a peça que quer. E, claro, pode encontrar outras que chamem sua atenção.

Quer ver algumas dessas dicas na prática? Veja só:

Ah! Não deixe de ler: Como vender mais e melhor no varejo? 7 estratégias valiosas.

2 – Vendedor

O layout e os seus colaboradores são responsáveis por transmitir ao cliente exatamente o que a sua empresa quer. Isso inclui a cultura organizacional, missão e visão da empresa.

Se a experiência do cliente não é prioridade para você, muito provavelmente o layout e os atendentes não estarão preparados para facilitar e melhorar a jornada de compra.

2.1 – CAPACITE todos os seus colaboradores! Se a sua equipe tem inteligência emocional, sagacidade, conhece bem os produtos e sabe como abordar o cliente, as chances de conversão aumentam consideravelmente.

Dessa forma, esse colaborador consegue acompanhar a jornada de compra do cliente dentro da loja desde a abordagem até oferecer os meios de pagamento disponíveis de uma forma que cative e encante o cliente.

2.2 – Troque indagações por afirmações. Grande parte dos clientes não se sente confortável com uma pergunta logo no primeiro contato. O ideal é que o colaborador se apresente, abra o canal de comunicação e fique sutilmente disponível para tirar qualquer dúvida.

3 – Cliente

Temos uma notícia: se você não conhece o seu cliente pode jogar no lixo todas as dicas anteriores!

Algumas das formas de como aumentar a taxa de conversão no varejo são extremamente gerais. Ou seja, tendem a funcionar com a maior parte dos consumidores. Mas, todas elas precisam de personalização, afinal, o seu público-alvo é único.

Por exemplo, quando falamos a respeito da organização e do layout da sua loja, não faz sentido investir dinheiro em colaboradores que trabalham full time na organização, dobras e display extremamente complexos se o seu público-alvo busca por peças de brechó e sale.

3.1 – Conheça profundamente o seu cliente. Não tem ninguém melhor para nos mostrar como aumentar a taxa de conversão no varejo do que o próprio público-alvo. As preferências, necessidades e desejos dele são os fatores decisivos para o fechamento da venda.

Isso inclui:

  • Localização;
  • Faixa etária;
  • Perfil de compra e comportamento de consumo;
  • Canais mais acessados;
  • Tempo em loja, ou site;
  • Etc.

4 – Empresa

É claro que não poderíamos deixar de citar um dos pilares mais impactantes no guia de como aumentar a taxa de conversão no varejo. Afinal, é a empresa que analisa dados, informações, formula estratégias e toma as decisões de o que colocar, ou não, em prática.

Neste pilar precisamos salientar duas dicas de ouro:

4.1 – Cultura organizacional

Se a sua cultura organizacional não está voltada para a experiência e o sucesso do cliente isso vai comprometer a taxa de conversão. Afinal, a maior parte dos consumidores considera o atendimento ao cliente e a experiência antes da compra como etapas decisivas para tornar-se cliente de uma empresa.

Se você não se preocupa com isso não vai conseguir aumentar a taxa de conversão no varejo e, muitos menos, fidelizar clientes.

4.2 – Estrutura

O investimento inteligente é a base para garantir a eficiência de todas as estratégias deste guia de como aumentar taxa de conversão no varejo. Estamos falando de estrutura, ferramentas, softwares e todo o suporte tecnológico para:

  • Capturar os melhores dados em relação ao cliente e ao mercado;
  • Oferecer estrutura para que os colaboradores possam ter acesso à informação, treinamento e suporte no atendimento ao cliente;
  • Garantir a melhor qualidade nos serviços online;
  • Criar facilidades e diferenciais em todos os canais de vendas;
  • Etc.

Quer mais algumas dicas de como aumentar a taxa de conversão no varejo online, especificamente?

Otimizar o seu mundo através da inteligência de dados, localização e mapas é um passo determinante no sucesso da aplicação de cada um das dicas de como aumentar a taxa de conversão no varejo. Quer entender como a Maplink pode te ajudar nesse processo? Então, conheça um pouco mais sobre as nossas funcionalidades!

Maplink

Como a Maplink pode te ajudar:

  • Integração e implementação de APIs para otimização de processos operacionais;
  • Armazenamento na nuvem;
  • Otimização de rotas de entrega;
  • Entre outras inúmeras funcionalidades.

Somos a maior revendedora de Google Maps da América Latina. Integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas como funciona na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Newsletter
Artículos Recientes

Quais as vantagens do Google Cloud? Comparação com AWS

Quais são as vantagens do Google Cloud quando comparadas às da AWS (Amazon Web Services)?  Por mais que a AWS...

Artículos relacionados