Contagem de estoque logístico

Como realizar uma boa gestão de custos logísticos? Veja 7 dicas práticas

Uma boa gestão de custos logístico significa despesas menores e maior lucratividade para o empreendimento. Se você ainda não dá a atenção devida a esse tema, saiba que sua empresa pode estar perdendo espaço no mercado, pois o seu concorrente certamente está fazendo a parte dele.

Uma pesquisa realizada pela fundação Dom Cabral verificou que os custos logísticos no Brasil consomem cerca de 12,37% da receita das empresas, sendo que destes, 63,5% correspondem ao transporte, o maior vilão para o aumento das despesas com logística. Mais detalhes desta pesquisa no vídeo abaixo:


Como você pode perceber, esses custos exercem grande impacto sobre o faturamento de qualquer empresa, daí o grande interesse em reduzi-los ao máximo, com o objetivo de aumentar os ganhos sem diminuir a qualidade dos serviços prestados.

Para isso, conhecer os principais custos envolvidos em um processo logístico é fundamental, pois possibilita intervenções eficazes, voltadas para otimizações de processos capazes de gerar maior lucratividade. No entanto, esse é apenas o primeiro passo.

Neste artigo você aprenderá:  

  • O que significa gestão de custos logísticos;
  • Porque ela é tão importante;
  • Quais são as principais vantagens dessa prática para uma empresa;
  • Quais são os principais custos logísticos;
  • 7 Dicas para uma gestão de custos logísticos mais eficiente.  

O que significa gestão de custos logísticos?

Pode parecer redundante, mas custos logísticos são basicamente todas as despesas relacionadas à logística de uma empresa. Da negociação da matéria prima, até o transporte do produto ao consumidor final, há diversas outras etapas que geram altos custos para o negócio.

Então, quando falamos em gestão de custos logísticos, estamos nos referindo ao gerenciamento de todos esses gastos necessários para manter o funcionamento do empreendimento.

Por que a gestão de custos logísticos é tão importante?

Para sobreviver à competitividade do mercado, as empresas precisam desenvolver diferenciais que as destaquem das demais, e para isso, nem sempre oferecer o melhor produto é o fator determinante.

Ao contrário do que muitos pensam, aumentar o número de vendas não é a única forma de melhorar os ganhos. Diminuir os custos também pode ser uma estratégia extremamente interessante.

Como vimos anteriormente, os custos com logística consomem boa parte da receita das empresas, logo, têm impacto direto sobre o seu faturamento. Neste cenário, implementar uma boa gestão de custos logísticos pode ser um grande diferencial.

É por isso que levantar e monitorar essas despesas é tão importante, pois permite estudar e desenvolver estratégias de intervenção com foco na redução desses custos, aumentando a lucratividade e tornando a empresa mais produtiva e competitiva.

Quais são as principais vantagens de uma boa gestão de custos logísticos?

Quando esses custos são bem gerenciados, a empresa consegue reduzir suas despesas, o que possibilita oferecer produtos de maior qualidade a preços mais acessíveis, gerando um grande diferencial competitivo frente à concorrência.

Tendo isso em vista, uma gestão de custos logísticos eficiente, beneficia não só a empresa na qual é aplicada, mas também a todo o mercado consumidor, que passa a ter acesso a produtos de maior qualidade a um preço mais baixo.

Algumas das principais vantagens de uma boa gestão de custos logísticos são:

  • Redução de custos com atividades essenciais ao empreendimento;
  • Aumento da lucratividade;
  • Maior competitividade em relação aos concorrentes;
  • Maior produtividade;
  • Possibilidade de investimento em outros setores.

Quais são os principais custos logísticos de uma empresa?

Como você já deve ter percebido, é importante conhecer a fundo todos os gastos envolvidos no setor, a fim de desenvolver alternativas que contribuam para gerar economia. Confira abaixo as principais despesas da área:

Custos com produtos e matérias-primas

Compreende a relação de negociação estabelecida com os fornecedores, envolvendo todo o processo de aquisição de produtos e matérias-primas.  

Mesmo que esses valores sejam recuperados com as vendas, os custos referentes a aquisição de produtos e insumos para a produção, não podem ser desconsiderados.

Custos com transporte e distribuição

Um dos mais altos dentre os custos logísticos, principalmente para empresas que possuem frota própria, compreende desde o recebimento da matéria-prima até a chegada do produto nas mãos do consumidor final.

Envolve principalmente despesas relativas à frota, como:  

  • Aquisição;  
  • Manutenção;  
  • Depreciação;  
  • Ociosidade;  
  • Combustível.

Além disso, também fazem parte deste item os riscos relativos a acidentes e roubo de cargas, que quando ocorrem, aumentam ainda mais as despesas da empresa.

Custos com estoque e armazenamento

Compreende os custos referentes aos centros de distribuição, ou seja, envolvem instalações, equipamentos, armazenagem, distribuição e manuseio de produtos.

Os custos relacionados ao estoque dependem da quantidade de produtos ou matéria prima e do tempo que eles ficam armazenados. Quanto maior essa quantidade, maior as despesas.

Por exemplo: uma empresa que esteja com o estoque lotado, mas com baixa demanda, está tendo prejuízo, uma vez que está tendo gastos de armazenagem sem o lucro das vendas.

A falta de produto ou matéria prima, seja devido a atrasos dos fornecedores, extravio ou roubo de cargas, também tem impacto significativo nessa despesa, uma vez que interrompe a linha de produção ou distribuição do mesmo.

Custos com embalagem

Essenciais para garantir a segurança e integridade do produto ou matéria prima. Quanto mais frágil for o item, maior a necessidade de investimento neste ponto, optando pelos materiais mais adequados para a finalidade.

Além da proteção do produto, as embalagens também tem a função de facilitar o acondicionamento dos itens, tanto durante o tempo de armazenagem quanto no transporte, podendo contribuir para a otimização do uso dos espaços, gerando economia nessas etapas.

Custos com mão de obra

Essenciais para o funcionamento de qualquer empresa, os funcionários da equipe logística são parte importante de todo o processo.

Neste item estão compreendidos tanto os custos referentes a salários, quando os investimentos em treinamentos voltados para a qualificação e atualização da equipe, o que também pode ser considerado como um grande diferencial competitivo para a empresa.

Custos tributários

Contemplam os impostos que incidem sobre a logística, que, devido às altas cargas tributárias presentes no Brasil, aumentam consideravelmente os custos do setor. Os principais impostos nessa área são:

  • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • Cofins – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social;
  • CSLL – Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido;
  • IRPJ – Imposto de Renda para Pessoas Jurídicas;
  • ISSQN – Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza;
  • PIS/PASEP – Contribuição para os Programas de Integração e Formação do Patrimônio do Servidor Público;
  • ICMS – Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal.

Custos com tecnologia

Indispensável para garantir a mais alta performance em todos os processos logísticos de uma empresa, a tecnologia contribui para a automatização de processos, conferindo maior agilidade e eficiência na produção e gerando economia em médio e longo prazo.

No entanto, a tecnologia também possui seus custos, referentes a aquisição e instalação dos softwares e hardwares, que irão variar de acordo com as necessidades de cada empresa.

Tendo visto quais são os principais custos logísticos, confira no vídeo abaixo 4 fatores que influenciam no aumento dessas despesas:

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=VooB_f2hvfk

Agora que você já sabe quais são as principais despesas dessa área, veja 7 dicas que vão te ajudar a implementar uma gestão de custos logísticos mais eficiente em sua empresa.

7 dicas para uma gestão de custos logísticos mais eficiente

Melhorar a logística de uma empresa é fundamental para manter a saúde e o crescimento de qualquer empreendimento.  

Como você pode perceber, uma gestão de custos logísticos eficiente só tem a agregar para o seu negócio, então confira agora 7 dicas que certamente irão te ajudar nesta tarefa:

1) Elabore um mapeamento dos processos logísticos de sua empresa;

A falta de padronização na execução das rotinas dentro de uma empresa pode gerar falhas e desperdícios.

Uma estratégia de mapeamento dos processos logísticos consiste em avaliar toda a sequência de passos de cada uma das atividades desenvolvidas na empresa, permitindo encontrar os pontos que necessitam de atenção e corrigi-los, otimizando os processos e adotando práticas mais eficazes.

2) Invista em tecnologia para a automatização de processos;

O dia a dia de uma empresa é composto por diversas tarefas burocráticas que, quando realizadas manualmente, demandam de muito tempo e aumentam o risco de falha por erro humano.  

A tecnologia pode facilmente resolver esse problema, por meio de softwares voltados para a automatização desses processos, garantindo diversos benefícios como a otimização do tempo e até mesmo a redução de custos com mão de obra.

3) Utilize indicadores de desempenho;

Também conhecidos como KPIs, os indicadores de desempenho são métricas utilizadas para medir e avaliar o desempenho dos processos mais importantes de uma empresa, possibilitando identificar falhas e corrigi-las, gerando redução de custos.

São vários os tipos de indicadores, mas cada empresa só precisa analisar os de maior importância para seu funcionamento. Para citar alguns exemplos:  

  • Tempo de entrega;
  • Custo de envio por item;
  • Custo de produção de cada item;
  • Nível médio do estoque;
  • Giro de estoque;
  • Tempo de produção de cada item.

 4) Faça uso da metodologia ABC;

A metodologia ABC (Custo Baseado em Atividade) consiste em identificar, analisar e separar os custos de processos de uma empresa, permitindo:

  • Ter uma visão mais ampla de para onde vão os recursos;
  • Identificar e eliminar atividades desnecessárias;
  • Calcular o custo de cada produto, cliente e fornecedor;
  • Perceber os pontos da distribuição com despesas excessivas.

5) Elabore um planejamento tributário;

A elaboração de um planejamento tributário é uma estratégia que pode contribuir para a redução de gastos com impostos e taxas, além de conseguir benefícios por meio de um bom aproveitamento dos incentivos fiscais.  

6) Negocie com seus fornecedores;

Nem sempre optar pelo fornecedor que vende a um preço mais baixo será a melhor escolha. Caso não cumpra os prazos de entrega ou sua mercadoria não seja de boa qualidade, pode acabar gerando até mais gastos em médio e longo prazo.

Os fornecedores são parte crucial na logística de qualquer empresa, por isso é importante seguir alguns critérios nessa escolha. Um dos fatores que devem ser levados em consideração é a flexibilidade para negociação.

Busque sempre por boas condições para ambos os lados. Desde a forma de pagamento, prazos e até mesmo preços, qualquer benefício que você consiga já pode ajudar a reduzir custos.

7) Organize seus centros de distribuição;

Um centro de distribuição organizado pode proporcionar mais agilidade na separação de pedidos, otimizando o tempo nesta etapa e aumentando a produtividade do setor.

Seguindo essas dicas você já conseguirá reduzir consideravelmente os custos que sua empresa tem com logística.  

Mas se você está em busca de uma intervenção mais elaborada, saiba que para a verdadeira otimização da logística de uma empresa é essencial que todos os processos estejam alinhados e funcionando em sua máxima performance.  

Para isso, um sistema de logística robusto é essencial, possibilitando entregar os produtos no prazo e com o menor custo possível, maximizando os lucros.  

A Maplink possui soluções para entregas de acordo com sua demanda, seja para delivery dentro da cidade ou até mesmo para acompanhar sua frota de caminhões, nós podemos contribuir com o seu negócio da seguinte forma:  

  • Automatização de processos logísticos;
  • Redução de custos logísticos;
  • Melhora na experiência do cliente com operações de entrega;
  • Visibilidade sobre a operação de entrega.

Conte com os serviços da maior empresa de tecnologia em logística da América Latina para reduzir seus custos e atender seus processos logísticos.

Faça como grandes empresas que possuem operações logísticas de qualidade e que são referência mundial como: BRF, Nestlé, Piracanjuba, Velocity, Habib’s, JBS, Máxima Sistemas. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Comments are closed.