terça-feira, novembro 30, 2021

4 dicas de atendimento ao cliente no varejo: o que fazer?

Como você avalia o desempenho da sua equipe de atendimento? Você acha que eles correspondem às expectativas dos consumidores ou deixam a desejar? Se você percebeu que a situação não vai vem, é hora de conferir algumas dicas de atendimento ao cliente no varejo e reverter este quadro. Concorda?

Quer melhor forma de fidelizar clientes do que com um bom atendimento? Afinal, consumidor satisfeito não apenas volta, mas também indica os serviços, produtos e marcas para seus amigos e familiares.

De forma semelhante, o contrário também é válido. Diante de uma experiência de compra ruim, a probabilidade de que ele retorne é baixa, e ainda pode estimular outras pessoas a fazerem o mesmo.

Logo, o bom atendimento não só é essencial, como também é a base de uma boa experiência de compra, fator determinante para a satisfação dos clientes e essencial para a sua fidelização.

Mas pode ficar tranquilo, pois com as dicas de atendimento ao cliente no varejo que mostraremos neste post, você não só terá o que precisa para melhorar a situação da sua empresa, como também conseguirá elevar as taxas de retenção e fidelização de clientes!

Leia também: Disparo de SMS por geolocalização: por que você deve usar?

4 dicas de atendimento ao cliente no varejo

Compreender a importância da qualidade do atendimento para o consumidor é o primeiro passo para aprimorar a imagem de uma empresa. Confira agora 4 dicas de atendimento ao cliente no varejo que irão transformar a realidade da sua empresa.

1 – Invista em treinamentos para a sua equipe

A primeira de nossas dicas de atendimento ao cliente no varejo já é bem conhecida, mas não poderia deixar de ser mencionada.

Você já deve imaginar que uma equipe bem treinada está muito mais apta a prestar um bom atendimento aos clientes. Quando satisfeitos, as chances de fidelização são maiores. Por isso, invista em treinamentos e capacitações para as equipes de vendas e de atendimento.

Leia também: Transformação Digital: o que é? Como funciona na prática?

2 – Capriche no pós-venda

É comum que muitas empresas pensem que a relação com o cliente acaba assim que a venda é concretizada e ele sai da loja, mas isso nem sempre é verdade.

Se porventura este cliente tiver algum problema com o produto que adquiriu, terá todo o direito de solicitar a troca ou ressarcimento. Neste momento, pode ser que sua confiança na empresa esteja abalada, então cabe ao pós-venda resolver o problema e reverter essa imagem negativa em relação à marca.

Vale relembrar a dica do item anterior, afinal, com uma equipe bem capacitada, as chances de reverter essa situação certamente serão muito maiores.

E não para por aí! Fazer um bom pós-venda inclui entender como foi a experiência do cliente em sua loja, se ele foi bem atendido, se o produto realmente é o que ele esperava, etc. No vídeo abaixo você pode entender melhor como essa atividade funciona:

Leia também: Você sabe o que é varejo omnichannel? Entenda como funciona!

3 – Ouça o que seus clientes têm a dizer

Coletar feedbacks de seus clientes é uma ótima forma de saber no que você está acertando e o que precisa melhorar. Afinal, qual a melhor maneira de saber o que os clientes pensam senão ouvindo eles? Por isso, uma das grandes dicas de atendimento ao cliente no varejo é justamente ouvi-los.

Você pode fazer isso por meio de uma pesquisa de satisfação, um número de telefone, pelas redes sociais ou mesmo utilizando uma simples caixa de sugestões. O importante é disponibilizar um espaço para que o consumidor possa se posicionar e, em seguida, identificar as oportunidades de melhorar o atendimento.

Leia também: O que é geolocalização: como essa tecnologia revolucionou o cotidiano de tantas pessoas e empresas?

4 – Agilidade, atenção e cordialidade

Outra de nossas dicas de atendimento ao cliente do varejo se refere a postura dos atendentes.

Imagine que você visita uma loja, anda de uma lado para o outro e ninguém te atende. Você se dirige a um vendedor, que mal te olha, e simplesmente aponta uma direção. Como você se sentiria? Voltaria nesta loja?

A agilidade no atendimento, vinda de um vendedor que se preocupa em entender as necessidades do cliente com real interesse em ajudá-lo, são alguns dos principais ingredientes da receita de um bom atendimento. Afinal, quem é que não gosta de ser bem atendido e se sentir bem em um ambiente?

Portanto, observe, analise e oriente a postura de atendimento de seus colaboradores. Muitas vezes, posturas equivocadas ocorrem sem que a pessoa perceba, por isso, uma simples orientação já pode fazer muita diferença.

Leia também: Performance de PDV e Geomarketing: saiba como analisar!

E aí? O que achou dessas dicas de atendimento ao cliente no varejo?

A busca por formas de aprimorar a experiência do consumidor deve ser constante em qualquer empresa, por isso, dicas de atendimento ao cliente no varejo são sempre muito bem vindas, não é mesmo?

Como você pôde ver neste artigo, além do investimento na capacitação da equipe, buscar ouvir os clientes e prestar um bom atendimento de ponta a ponta faz toda a diferença na experiência de compra desses consumidores, o que contribui para sua fidelização e ainda ajuda a alavancar as vendas.

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem essas 4 dicas de atendimento ao cliente no varejo!

dicas atendimento cliente varejo

Newsletter
Últimos Posts

Como fazer planejamento de rotas e quais ferramentas usar

Se você trabalha com operações de transporte, deve saber o quanto é importante ter um bom planejamento de rotas...

Artigos Relacionados