quarta-feira, outubro 20, 2021

5 exemplos de geomarketing: Problemas e soluções com o uso da geolocalização

Seguindo alguns dos principais exemplos de geomarketing, a sua empresa vai sair na frente dos concorrentes, com estratégias muito mais assertivas e eficientes.

Afinal, a tecnologia de geolocalização é imprescindível para garantir vantagem competitiva, fidelizar clientes e compreender melhor o mercado. É natural, portanto, que as melhores estratégias tenham unido os dados geográficos com o marketing, que é umas das equipes de conquista da nossa empresa.

Essa junção é o que chamamos de exemplos de geomarketing. Antes de entendermos melhor estes exemplos, é fundamental garantir que você tenha a compreensão dos dois termos que formam a palavra geomarketing. Segundo o dicionário, marketing é a:

“Estratégia empresarial de otimização de lucros por meio da adequação da produção e oferta de mercadorias ou serviços às necessidades e preferências dos consumidores, recorrendo a pesquisas de mercado, design, campanhas publicitárias, atendimentos pós-venda etc.”

Já o termo geolocalização surgiu no ambiente militar e tinha por objetivo guiar, principalmente aviões, de forma mais estratégica, de acordo com os pontos geográficos. Esse termo foi, então, importado para o universo empresarial para auxiliar estratégias de expansão, compras, vendas, marketing e produção.

A ideia é entender melhor a região, os concorrentes e os clientes em potencial, para, então, tomar decisões muito mais eficientes. Isso tudo baseado no uso de satélites que determinam a latitude e longitude de um ponto.

Agora que você já compreende o cenário da geolocalização, vamos entender os benefícios dessa estratégia e alguns dos principais exemplos do geomarketing no cenário atual.

Benefícios do Geomarketing

Antes de partirmos para os exemplos de geomarketing, precisamos elencar alguns dos principais motivos para a sua empresa investir em geolocalização. Veja só:

  • Entender melhor os costumes, cultura, preferências e desejos do público de cada região de interesse;
  • Identificar a atuação e o poder de alcance dos seus concorrentes;
  • Verificar tendências e estratégias que estão começando a ficar ultrapassadas;
  • Diminuir custos e aumentar o retorno sobre o investimento, com estratégias muito mais eficazes;
  • Desenvolver uma aproximação maior com os clientes.

Sem contar, é claro, que os seus maiores concorrentes estão utilizando técnicas de geomarketing para conquistar clientes que poderiam ser seus! É um conjunto valioso de benefícios, não é mesmo?

Para você implantar a geolocalização no setor de marketing com mais segurança, nós decidimos reunir algumas das principais aplicações e convertê-las em exemplos de geomarketing reais.

Exemplos de Geomarketing

1 – Uma empresa Uruguaia pretende entrar no mercado brasileiro com produtos feitos de lã

Esse é um dos exemplos de geomarketing focado na identificação de tendências e potencial de mercado. Quando uma empresa quer saber se há mercado para os seus produtos em determinada região, precisa usar ferramentas de geolocalização.

Por exemplo, neste caso, a empresa precisa compreender:

  • Em quais regiões brasileiras o consumo de itens feitos de lã é maior;
  • Onde os concorrentes não conseguem entregar produtos de qualidade, devido a pragas, baixa produção e outros motivos;
  • Quais áreas importam esses produtos.

Ela só conseguirá levantar essas informações com a análise de dados geográficos. Por isso, é um dos maiores exemplos de geomarketing para entrar em um novo mercado. E saber qual estratégia de marketing funcionará melhor para aquele público. Afinal, para o marketing ser efetivo ele precisa trazer a linguagem correta de cada público.

2 – Determinar novos pontos de venda de uma lanchonete

Exemplos de Geomarketing

O segundo conjunto de exemplos de geomarketing explora o uso da geolocalização para planejar novos pontos de venda. Ou seja, quando a sua empresa já atua em determinada área, sabe que há demanda, mas precisa fazer um planejamento estratégico de localização. Considerando, é claro, a presença de concorrentes naquele determinado perímetro, empreendimentos complementares e logística.

Nesta categoria de exemplos de geomarketing utilizamos a ideia do planejamento de novos pontos de venda de uma rede de lanchonetes. Com a geolocalização, a empresa pode identificar se aquela área já está saturada e se existem negócios complementares. Por exemplo, faculdades, colégios ou prédios comerciais.

3 – Uma loja de roupas quer determinar qual a cartela de produtos de cada um dos seus pontos de venda distribuídos pelo Brasil

Imagine uma empresa têxtil com uma extensa cartela de produtos de vestuário: agasalhos, suéteres, vestidos, calças, roupas de banho. Ela tem pontos de venda por todo o país, de norte a sul.

Faz sentido ela enfrentar os inúmeros desafios da logística para distribuir agasalhos pesados para o Piauí? Não, correto? Assim como, no inverno, as roupas de banho ainda são atrativas para algumas regiões do Nordeste, mas não para o sul.

Imagine uma campanha de marketing que desconsidere as regionalidades, clima, sazonalidades e cultura onde cada ponto de venda está inserido. Seria completamente ineficiente, não é mesmo?

Por isso, aplicar a geolocalização nas estratégias de marketing desta categoria são essenciais para garantir mais eficiência e retorno para a empresa.

4 – Uma rede de hotéis quer identificar quais pontos colocar banners e outdoors

O marketing offline também pode ganhar muito com as estratégias de geolocalização. Por isso, nesta categoria de exemplos de geomarketing, citamos o planejamento de colocação de banner e outdoors de uma rede de hotéis.

Estrategicamente, eles devem ser colocados em lugares por onde pessoas que não residem na cidade trafegam com mais frequência, certo? Os pontos geográficos mais interessantes, portanto, seriam em estradas e vias que interligam cidades, estados e até mesmo pontos turísticos.

Com a geolocalização podemos traçar essas rotas e analisar em quais locais é mais eficiente inserir este tipo de publicidade.

5 – Um novo e-commerce de joias quer investir, de forma inteligente, no marketing online

O marketing online tem uma infinidade de ferramentas possíveis, dentre elas a geolocalização, que pode ser a base para tornar todas as suas estratégias muito mais eficientes. Como, por exemplo, a publicidade paga, adsense do Facebook, Google, Instagram.

Com o uso desta categoria de exemplos de geomarketing, podemos realizar a segmentação do público-alvo conforme a sua localização. Assim como identificar preferências e necessidades.

Ainda dentro do marketing digital, a geolocalização também é a base para outros exemplos de geomarketing, como geotagging, geofencing e geotargeting.

Não deixe de ler: Disparo de SMS por geolocalização: por que você deve usar?

Em resumo, devido ao alto poder de personalização, os exemplos de geomarketing podem ser replicados para diversos nichos, objetivos e áreas de atuação.

Sua empresa está pronta para colocar os exemplos de geomarketing em prática?

Quer investir nessa estratégia, mas não sabe muito bem por onde começar? Que tal conhecer as soluções Maplink?

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, visto que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e inspire outras pessoas com nossos exemplos de geomarketing. Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

spot_img
Newsletter
Últimos Posts

Google Maps Plataform: Novo recurso de estilização de mapas

Neste mês, o Google anunciou um novo recurso de estilização de mapas, que permite melhorar a experiência para os...

Artigos Relacionados