terça-feira, dezembro 7, 2021

Indicadores de estoque: Quais os mais relevantes para o seu negócio?

Conhecer os principais indicadores de estoque é fundamental para manter os níveis de qualidade dos serviços entregues ao cliente.

Imagine a seguinte situação: Você fez uma pesquisa de mercado detalhada, levantou as principais necessidades e preferências do público-alvo. Depois, investiu em ferramentas e estratégias para conquistar o consumidor, para, então, perder uma venda por falta de produto no estoque.

Você não perdeu apenas o lucro daquela compra, perdeu todo o tempo e capital investidos na jornada de compra daquele cliente em potencial. Ou seja, você fez o mais difícil, que era vencer a corrida com todas as outras empresas concorrentes e perdeu devido a uma falha na gestão de estoque.

Ter produtos em quantidades corretas parece algo óbvio, mas, infelizmente, não é tão simples assim. Dificilmente uma empresa consegue encontrar a quantidade ótima de produtos disponíveis sem conhecer e analisar indicadores de estoque.

Então, vamos elencar alguns dos principais e como analisá-los para tornar a gestão de estoque mais eficiente?

O que são considerados indicadores de estoque

Indicadores de estoque é a forma que utilizamos para transformar a avaliação de performance desta área em números. Por exemplo, você sabe quando uma mercadoria tem muita saída, certo?

Mas, quanto isso está além da média?

Qual o volume total?

E o tempo para reabastecer essa mercadoria?

Os indicadores de estoque podem fornecer essas respostas com precisão.

A transformação em algo mensurável é, portanto, o que possibilita a gestão estratégica de estoque. Afinal, com ela, o gestor pode tomar decisões pautadas em resultados e números reais, como aumentar a produção de um item, por exemplo.

Agora que você já sabe o que são indicadores de estoque, vamos conhecer os principais e como eles podem ajudar na rotina da sua empresa.

1 – Giro de estoque

O giro é, sem dúvidas, um dos principais indicadores de estoque. Afinal, o objetivo deste indicador é sinalizar para empresa quantas vezes por ano o estoque é renovado completamente. Essa informação é fundamental para identificar se há mercadoria parada e qual a rotatividade dos produtos do estoque.

Com esses resultados em mãos, é possível criar estratégias de vendas e marketing focadas em melhorar a saída de alguns produtos e, inclusive, determinar para a produção o aumento de itens em estoque com alto giro. Mas, como calcular este indicador de estoque?

Como calcular o giro de estoque?

É possível fazer o cálculo deste indicador de estoque de duas maneiras. A primeira é extremamente útil para empresas com pouca variedade de produtos:

Giro de Estoque = Total de vendas / Estoque Médio;

Sendo Estoque Médio = Estoque Inicial + Estoque Final / 2.

Outra forma de calcular este indicador de estoque é através de valores de compra, método mais aconselhável para empresas com uma grande cartela de tipos de produtos.

Giro de estoque = Valor total das vendas / Valor médio do estoque

Se, o valor total das vendas foi de R$ 500.000,00 e o valor médio de estoque de R$ 40.000, então, o giro de estoque é 12,50 giros por ano.

E, claro, como você já deve imaginar, quanto maior o giro de estoque, melhor para a empresa.

2 – Ruptura de estoque

Ruptura é um dos indicadores de estoque que sinalizam para a empresa que algo está faltando. Se você tem uma cartela de itens de 50 marcas diferentes, por exemplo, e 5 delas estão faltando, ou seja, com o estoque esgotado, a ruptura é de 10%.

Quanto maior a ruptura de estoque, pior para a empresa. Afinal, ela não possui alguns dos itens que oferece ao consumidor. Com uma ruptura alta, as chances do cliente não encontrar o item que procura é maior, o ideal, portanto, é que essa ruptura seja nula, ou próxima de zero.

3 – Taxa de retorno

Este é um dos indicadores de estoque que mensuram o volume de devolução. A taxa de retorno, portanto, é a porcentagem de itens que voltaram ao estoque depois da finalização da compra.

Taxa de retorno = (Total de produtos devolvidos / total de produtos vendidos) X 100.

Este indicador é extremamente útil para verificar quais e quantos itens não estão atingindo às expectativas dos clientes. O ideal é que a taxa de retorno fique próxima a zero, mas, caso algum item apresente uma alta repentina nesta taxa é muito importante ficar atento. Afinal, pode ser um defeito do lote, queda na qualidade dos insumos, falhas técnicas na produção, etc.

Independente do motivo, com o acompanhamento deste indicador de estoque, o gestor pode antecipar problemas e corrigir falhas rapidamente. Quanto mais rápida for essa resposta à taxa de retorno, maiores as chances de reverter uma experiência negativa de compra. E, claro, evitar que mais clientes fiquem insatisfeitos com aquela entrega.

4 – Perdas

Esse é um dos indicadores de estoque que mais preocupam os gestores. Afinal, as perdas podem representar altos custos para a empresa, comprometendo consideravelmente o seu faturamento.

A forma mais rápida de calcular este indicador de estoque é:

Perdas = estoque total – total de vendas – estoque atual.

Por exemplo, se a empresa tem um estoque total de 1.500 itens no dia 05 de janeiro e no dia 05 de fevereiro 200, com o total de vendas de 1.000 itens no mês, podemos concluir que 300 produtos foram perdidos neste intervalo de tempo.

As perdas podem ocorrer por diversos fatores, como:

  • Fraudes internas;
  • Furto;
  • Falha na armazenagem dos produtos;
  • Excesso de estoque;
  • Vencimento;
  • Avarias;
  • Etc.

A melhor forma de manter este indicador de estoque baixo é investir em ferramentas que automatizem o setor, estratégias de prevenção a fraudes e, claro, uma gestão eficiente de estoque. Impedindo, desta forma, que haja excesso ou falhas no armazenamento.

5 – Tempo de reposição

Esse é um dos indicadores de estoque que podem impactar diretamente na experiência de compra do cliente. Afinal, ele mensura o tempo que determinado produto leva para voltar para o estoque e estar pronto para comercialização.

Precisamos considerar, portanto:

  • Tempo de aquisição do produto;
  • Carregamento;
  • Transporte até o ponto de venda;
  • Entrega;
  • Cadastro e
  • Disponibilização para venda.

Quanto menor o tempo de reposição, mais eficientes são os seus processos logísticos. Se o gestor percebe um hiato muito longo neste indicador o ideal é verificar a performance dos fornecedores, parceiros e colaboradores.

Como você deve ter notado, os indicadores de estoque só entregam as informações corretas quando alimentados com dados em tempo real. Ou seja, é preciso ter ferramentas de automação que forneçam resultados de cada etapa, no momento que ocorrem.

Processos automatizados e integrados produzem dados e informações de alto valor, fazendo com que os indicadores de estoque estejam sempre atualizados e prontos para análise.

Isso quer dizer que, para desenvolver, analisar e monitorar os indicadores de estoque, é preciso automatizar, e, nessa jornada, a Maplink é a solução correta para a sua empresa!

Ainda não conhece nossas soluções? Então, veja só:

Maplink Platform

As APIs Maplink foram criadas para se adaptar às necessidades da sua empresa e sistema, indo muito além do mercado logístico. O nosso objetivo é ajudar a otimizar o seu investimento, criando estratégias muito mais assertivas baseadas em dados e informações de alto valor.

Como? Bom, nós oferecemos

  • Serviço de roteirização para rotas simples e com múltiplos pontos, que se adapta ao seu tipo de veículo (carro, caminhão, moto, bicicleta, etc) e leva em conta, para planejamento final, todas as especificidades e restrições da sua operação, além de te apresentar o tempo e custo total.
  • API Planning, que foi criada para otimizar a sua operação, integrando a criação de rotas, com atribuição para os seus veículos ou equipes, para que o custo total seja reduzido e a produtividade aumente.
  • Inclusão de gastos com pedágio (presentes nas suas rotas) nos cálculos da operação e facilidade no pagamento, para garantir previsões e controle de custos efetivos.
  • Cálculos de matriz simplificados, considerando tempo e distância entre destinos (com base na melhor rota) e melhora na experiência de navegação e compra do seu cliente, além de ganhar visibilidade sobre a sua operação.

Ficou curioso para conhecer mais sobre a Maplink? Então, veja abaixo um pouco mais sobre a nossa empresa, clientes e como podemos dar o suporte ideal para te ajudar a monitorar estoque, cargas e veículos de forma eficiente, com baixo custo e resultados surpreendentes.

Maplink

A Maplink, junto com o seu time de TI ou desenvolvimento, oferece uma solução robusta, usando a tecnologia para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais. Como?

  • Integração e implementação de APIs para otimização de processos operacionais;
  • Nossas APIs integram facilmente com qualquer tecnologia ou sistema (TMS, CRM, WMS e outros). Além disso, o seu time vai ter acesso a uma documentação completa e a um time de especialistas dedicado, garantindo uma implementação rápida.;
  • Otimização de rotas de entrega;
  • Entre outras inúmeras funcionalidades.

Somos a maior revendedora de Google Maps da América Latina. Integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas como funciona na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Raízen, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Newsletter
Últimos Posts

Quais as vantagens do Google Cloud? Comparação com AWS

Quais são as vantagens do Google Cloud quando comparadas às da AWS (Amazon Web Services)?  Por mais que a AWS...

Artigos Relacionados