e-commerce_como_montar_maplink

Saiba quais são os 5 principais indicadores de e-commerce para tomar decisões certeiras

Interpretar os dados e extrair insights que podem ajudá-lo a melhorar seus negócios. Basicamente é para isso que servem os indicadores de e-commerce. Mas como conseguir esses dados? E quais indicadores devo usar? Continue lendo este artigo que vamos te ajudar. 

Um indicador de e-commerce, também conhecido como KPI (Key Performance Indicator), é como se fosse uma sinalização: ele indica onde você está e ajuda a identificar o caminho que precisa seguir para atingir suas metas de negócios.

Sem os indicadores de e-commerce, você será forçado a recorrer a reações visuais, preferências pessoais ou outras hipóteses infundadas, o que é perigoso.

Pois, quando algo sai errado, você não sabe o porquê nem o que fazer para consertar, terá que adivinhar. Enquanto isso, seus concorrentes mais organizados vão deixar você comendo poeira.

É importante você entender os resultados de suas estratégias para conseguir desenvolver seu negócio de maneira eficaz e para alcançar seus objetivos. O verdadeiro poder dos indicadores de e-commerce está na capacidade de facilitar a leitura do seu negócio a fim de melhorá-lo.

Com os indicadores, você pode obter sucesso a longo prazo, adotando as ações ideais direcionadas ao seu e-commerce. Pense neles como um método para entender o que precisa ser feito e quando.

Rastrear e interpretar os indicadores de e-commerce pode ser algo difícil e demorado, mas é necessário começar de alguma forma. 

Os principais indicadores de e-commerce englobam vários fatores que ajudam a determinar se o site é bem-sucedido e como ele pode ser aprimorado para aumentar a receita. Eles também ajudam a entender como gerenciar um e-commerce. Alguns deles são: 

  1. Taxa de abandono do carrinho de compras
  2. Taxa de conversão
  3. Custo de aquisição do cliente (CAC)
  4. Ticket médio (AOV)
  5. Tempo de vida do cliente (LVT)

Saiba agora o que significa cada um deles em seu negócio e como eles podem te ajudar a ter melhores resultados, como aumentar as vendas de e-commerce

5 principais indicadores de e-commerce e como eles podem te ajudar

1) Taxa de abandono de carrinho de compras

O abandono de carrinho é um termo usado em e-commerce para se referir àqueles visitantes que colocam itens em seu carrinho de compras, mas depois deixam o site sem concluir a compra.

Isso é muito ruim, não é mesmo? Pense em todo o tempo e dinheiro que você colocou para levar os clientes ao processo de checkout:

  • Você criou uma oferta…
  • Capturou a atenção dos visitantes,
  • Cultivou o relacionamento e os levou até o último passo… 
  • Mas aí eles caíram no último obstáculo e não concluíram o que você queria: a compra.

Saiba que isso é muito comum acontecer. Segundo o E-Commerce Radar, a taxa média de abandono do carrinho de compra no Brasil é de 82%

Os motivos são os mais variáveis. Vão desde custos de envio inesperados, erros no site, cartão recusado ou até mesmo porque a pessoa pode simplesmente não estar pronta para comprar naquele momento.

Mas nem tudo está perdido, é possível recuperar aquele dinheiro perdido e, por isso, acompanhar e medir com cuidado esse indicador de e-commerce é tão importante. 

A taxa de abandono do carrinho de compras é calculada dividindo o número de compras concluídas pelo número de carrinhos de compras criados. Para transformar a taxa em uma porcentagem, subtraia seu número de um e multiplique-o por cem, conforme expressão abaixo: 

[(Número de compras concluídas ÷ número de carrinhos de compras criados) – 1] x 100 = Porcentagem da taxa de abandono de carrinho de compras.

Depois de saber qual é a sua taxa, você pode testar algumas ações para tentar recuperá-la: como tentar uma forma de reduzir custos de transporte, realizar uma entrega expressa ou até mesmo enviar um e-mail marketing, se você tiver o cadastro no site, lembrando a pessoa de que ela não terminou a compra. 

2) Taxa de conversão

Qual é a eficácia das suas páginas? Elas estão fazendo seu trabalho e incentivando mais pessoas a comprarem seus produtos? Este indicador de e-commerce vai te mostrar a verdade.

A taxa de conversão se refere à porcentagem de visitantes que realizam uma ação no seu site. Essa ação pode ser qualquer coisa, como inscrever-se em uma newsletter ou fazer uma compra.

A taxa de conversão informa a eficácia do seu site ao incentivar os visitantes a realizarem uma ação.

Por exemplo, se sua página de destino estiver recebendo muito tráfego, mas tiver uma taxa de conversão muito baixa, é um sinal de que você precisa testar maneiras de melhorá-la para incentivar mais conversões.

Mas você deve estar se perguntando… Qual é uma boa taxa de conversão?

Em geral, uma boa taxa de conversão média para compradores online varia entre 2,6 e 3%. Isso significa que, de cada 100 visitantes, dois ou três serão convertidos.

Para calcular sua taxa de conversão, divida o número de conversões (seja qual for a conversão desejada,inscrições em newsletter, vendas etc.) pelo número de visitantes da sua loja online e multiplique por 100 para obter a porcentagem:

[(Número de conversões ÷ Número de visitantes)] × 100 = Taxa de conversão

Caso sua taxa de conversão esteja muito baixa, tente aprimorar algumas ações em seu site, como:

  • Utilizar uma boa estratégia de SEO
  • Caprichar na apresentação dos produtos
  • Criar uma opção de wishlist para o cliente não se esquecer daquele produto que ele quer comprar. 

Leia também: Same-day delivery: como o frete das grandes empresas é tão rápido?

3) Custo de aquisição do cliente (CAC)

Outro KPI que ajuda na gestão de e-commerce é o custo de aquisição do cliente — também conhecido como CAC. Ele indica quanto de dinheiro é necessário para “comprar” um cliente.

Saber qual é o seu CAC é essencial. 

Imagine que seu valor médio de pedido seja de R$ 4.000 para máquinas industriais. Se você gastar R$ 100 para adquirir um novo cliente, é um sonho. Por outro lado, se você estiver vendendo mochilas por R$ 80 e seu cliente te custar R$ 100, você precisará encontrar uma maneira de reduzir imediatamente seu CAC.

Além disso, entender seu CAC também permite planejar quantos clientes você deseja adquirir em um determinado período de tempo e, depois, alocar seu orçamento de marketing adequadamente.

Para calcular o custo de aquisição do cliente, basta dividir o montante total gasto em marketing e vendas pelo número total de clientes que essas atividades entregaram:

Valor gasto para adquirir clientes ÷ número de clientes adquiridos = custo de aquisição do cliente

4) Ticket médio 

O ticket médio do pedido em seu site, ou AOV, da sigla em inglês para Average order value, é outro indicador de e-commerce importante para medir a fim de alavancar seu negócios.  

É uma métrica de que se refere à quantidade média de dinheiro gasto pelos clientes por pedido. Aumentar seu AOV pode ser uma das maneiras mais fáceis de aumentar sua receita.

Além disso, ao receber mais dinheiro de cada cliente, você pode absorver maiores custos de aquisição de clientes e, ao mesmo tempo, manter os lucros.

Para calcular o valor médio do seu pedido em um determinado período de tempo, obtenha sua receita total e divida-a pelo número total de pedidos:

Ticket médio = Faturamento total ÷  número total de pedidos 

Você também pode se interessar por: como calcular custo de entrega

5) Tempo de vida do cliente (LTV)

O tempo de vida do cliente, ou Lifetime Value (LTV), é o potencial de venda de um cliente para a marca. Ou seja, o valor médio do lucro líquido que cada cliente dá para um negócio durante todo o processo até a compra.

Determinar quanto um cliente vale para o seu negócio vai ajudar você a entender seu retorno sobre o investimento (ROI) e é extremamente útil ao planejar metas futuras.

Esse indicador de e-commerce também ajuda você a entender o quanto sua empresa retém clientes. Ganhar novos clientes é de 5 a 25 vezes mais caro do que manter os atuais. Os clientes fiéis gastam 67% a mais que os novos clientes, segundo notícia divulgada pela BandNews FM.

Confira no vídeo uma palestra do evento E-commerce Brasil que fala sobre a importância dos indicadores nas tomadas de decisões no dia a dia:

Viu só como os indicadores de e-commerce são importantes para melhorar o desempenho do seu site e podem fazer uma diferença absurda no seu faturamento? 

Em vez de tomar decisões por mudanças com base em achismos, os KPIs podem ajudar a gerar alterações que melhoram imediatamente as estatísticas, como taxa de rejeição, tempo no site e assim por diante.

Como falamos acima, usar ferramentas que melhorem ainda mais o relacionamento do seu cliente com seu site também faz toda diferença, para isso podemos te ajudar ainda mais. 

Isso porque desenvolvemos soluções que permitem utilizar a inteligência de geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do sistema da sua empresa com a API do Google Maps. Mas como funciona na prática?

  • Permite expedir pedidos de forma automatizada;
  • Possibilita controlar a entrega em tempo real, levando em conta as características da sua empresa;
  • Ajuda a integrar suas lojas físicas e online com uma estratégia omnichannel;
  • Possibilita a criação de roteiros de visitas para equipes internas que vão a campo;
  • E muitas outras possibilidades!

Se interessou? Acesse nosso site e conheça nossas soluções em Google Maps Platform, ou entre em contato com um de nossos especialistas e saiba como podemos ajudar o seu negócio a chegar no nível de grandes empresas como BRF, Nestlé, Ambev e mais!

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem os indicadores de e-commerce! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

Tags: No tags

Comments are closed.