quinta-feira, setembro 2, 2021

Benefícios da inteligência artificial no varejo + 2 exemplos práticos: Amazon Go e Magazine Luiza

A inteligência artificial no varejo é uma ferramenta fundamental para otimizar tempo, minimizar falhas e aumentar o poder competitivo do seu negócio.

Afinal, o mundo, hoje, é movido pela inteligência artificial. Marketing, compras, mecanismos de buscas, tudo é baseado na captura inteligente de dados para promover experiências cada vez mais personalizadas e efetivas.

Não é à toa que, segundo a Pesquisa Global de Varejo, mais da metade (56%) dos varejistas de alta performance utilizam tecnologia em planos de mitigação.

De acordo com esse mesmo Estudo da Cadeia de Suprimentos Integrada à Inteligência Artificial, 73% dos varejistas acreditam que a Inteligência Artificial e o Machine Learning podem agregar valor aos seus processos. Principalmente na previsão de demanda, um dos pontos fracos do varejo.

A sua empresa também quer ser considerada um dos “varejistas vencedores”, termo utilizado por marcas consideradas de alta performance? Então, vamos começar entendendo melhor como funciona a inteligência artificial no varejo, benefícios e alguns exemplos práticos.

Evolução da Inteligência artificial

Resumidamente, a inteligência artificial é o avanço tecnológico que fornece mais autonomia às máquinas. Desta forma, ferramentas e sistemas conseguem simular uma inteligência muito semelhante à humana. A ideia, portanto, é que, a partir de padrões, e o apoio da Machine Learning, os equipamentos possam ir além do programado e consigam tomar decisões de forma autônoma.

Mas como surgiu esse termo?

A era digital trouxe uma revolução muito importante nas ferramentas de produção, gerenciamento e análise de informações. Mas, diferente do que muitos acreditam, a inteligência artificial surgiu antes deste período, já na década de 60.

Neste período houve um movimento no sentido de desenvolver máquinas inteligentes e envolveu grandes cientistas da época, como Alan Turing. O termo IA foi, de fato, formalizado na conferência de Dartmouth, em 1956 e, de lá para cá, muitos acontecimentos marcantes ocorreram.

Veja alguns deles na linha do tempo abaixo:

Esses foram alguns dos eventos marcantes da evolução da inteligência artificial. Mas é claro que muitos outros ocorreram ao longo dos anos, inclusive, antes de 1950 alguns estudos já tratavam da base da IA. Entenda um pouco mais sobre essa linha do tempo:

Com o decorrer do tempo muitos nichos empresariais incluíram essa tecnologia no cotidiano. Desde processos de compras de insumos, relacionamento com fornecedores, marketing, vendas, até o pós-venda.

E claro, a inteligência no varejo se tornou, também, um ponto importante na evolução tecnológica. Com armazéns inteligentes, máquinas capazes de criar novas conexões de forma autônoma, experiências omnichannel, mercados completamente automatizados e muito mais.

Mas o que a sua empresa pode, realmente, ganhar com a inteligência artificial no varejo?

Por que utilizar a IA no varejo?

Sabemos o quanto a evolução tecnológica aumentou a automatização de processos e a eficiência de cada função empresarial. Como, por exemplo, o gerenciamento, a análise de dados e processos operacionais.

Como vantagem competitiva, as empresas que investem em inteligência artificial no varejo conseguem melhorar:

1. Experiência do cliente

Com a inteligência artificial no varejo, o relacionamento com o cliente pode ser muito mais personalizado. Afinal, os varejistas podem capturar dados estratégicos e inteligentes sobre o histórico de compra, preferências e necessidades.

Desta forma, podemos oferecer uma experiência de excelência ao cliente. Com efetividade, estratégia e inteligência.

2. Gerenciamento de produtos expostos e estoque

A inteligência artificial no varejo permite que empresas tenham uma visão computacional muito realista do ambiente. Isso quer dizer que existem câmeras e sensores que identificam os produtos existentes nas gôndolas e no estoque. Desta forma, criamos uma estratégia de gestão de varejo com dados atualizados em tempo real. Aumentando, assim, a eficiência do gerenciamento, facilitando a visibilidade do estoque e a compreensão da demanda.

3. Identificação de padrões e tendências comerciais

Como já mencionamos por aqui, uma das maiores vantagens da inteligência artificial no varejo é a captura e o armazenamento de dados extremamente estratégicos. O que, naturalmente, facilita a análise efetiva e identificação de padrões e tendências do mercado.

Não só a respeito do nicho no qual a empresa está inserida, mas também tendências paralelas e mudanças no comportamento de consumo da sociedade. Desta forma, podemos desenvolver novos produtos, estratégias e linguagem.

4. Agilidade e eficiência

Quando automatizamos etapas e focamos a energia dos nossos colaboradores em ações mais estratégias, aumentamos a agilidade e eficiência, tanto de processos operacionais, quanto dos estratégicos.

É claro que esse combo de benefícios da inteligência artificial no varejo colaboram para estratégias de diminuição de custos. Aumentando o faturamento da sua empresa, além de melhorar a imagem dela, no mercado, e a vantagem competitiva perante seus concorrentes.

Exatamente por isso que os maiores varejistas investem em tecnologia e inteligência artificial. Veja só o que fazem os grandes players do setor.

Aplicações e exemplos da inteligência artificial no varejo

  • Amazon

Amazon é uma das pioneiras no investimento em inteligência artificial no varejo. Além da criação da assistente de voz digital Alexa, a empresa também desenvolveu mercados e lojas completamente autônomas.

Com o uso de IA, códigos, câmeras inteligentes, sensores e tecnologia omnichannel, os clientes podem realizar toda a compra sem contato com um colaborador. Ao entrar no estabelecimento, há uma conexão automática com o aplicativo, o cliente pode retirar os produtos das prateleiras, colocar na sua bolsa e sair.

As câmeras identificam os produtos retirados, eles são inseridos em um carrinho virtual e a compra pode ser finalizada no próprio celular, com o pagamento online.

Incrível, não? Veja só como funciona a inteligência aritificial no varejo do Amazon Go:

Outra rede varejista que seguiu o exemplo da Amazon e está dando passos importantes na aplicação da inteligência artificial é o Carrefour. Recentemente a empresa abriu duas lojas completamente autônomas, com processos realizados inteiramente pelo app, dentro do ponto de venda físico, utilizando a ferramenta Scan&Go.

  • Magazine Luiza

Magazine Luiza é um dos varejistas brasileiros que mais investe em tecnologia e desenvolvimento. Como é o caso da assistente virtual, a Lu, um dos principais exemplos de inteligência artificial no varejo.

Agora que você já conhece os principais benefícios da inteligência artificial no varejo, que tal começar o seu planejamento de atualização tecnológica?

Sabe qual a escolha ideal para começar a investir em inteligência artificial no varejo e seguir os grandes players do mercado? As API’s Maplink! Conheça um pouco mais sobre nossas funcionalidades!

A Maplink pode ajudar sua empresa com a inteligência artificial no varejo

A Maplink, junto com o seu time de TI ou desenvolvimento, oferece uma plataforma de APIs que integram com os sistemas da sua empresa, usando a tecnologia para otimizar as operações, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Somos a maior empresa de tecnologia de geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área!

Desenvolvemos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Mais agilidade no fluxo de trabalho, visto que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, JSL, Sem Parar, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Newsletter
Últimos Posts

Novo recurso para o cálculo de pedágio proporcional de acordo com a nova lei!

O sistema de livre passagem, também conhecido como "Free Flow" ao redor do mundo, chegou ao Brasil e está...

Artigos Relacionados