prevencao-de-perdas-no-varejo

Como fazer a prevenção de perdas no varejo de forma eficiente?

É principalmente em momentos de desaceleração econômica que conseguimos ter ideia da necessidade de saber como fazer a prevenção de perdas no varejo. Mas, ela não é importante apenas neste período.

Muitos gestores deixam de incluir esta prática no planejamento e nas tarefas do cotidiano da empresa e não percebem claramente a dimensão dos impactos causados. O mais comum é que todos trabalhem para descobrir como vender mais no varejo, certo? Mas, você já parou para pensar que deixar de perder vale tanto quanto ganhar?

Pelo menos financeiramente, não é mesmo?!

Um dono de uma rede de supermercados, por exemplo, se conseguir “economizar” R$ 10.000,00 com a prevenção de perdas no varejo, o seu faturamento, naquele período, vai aumentar, pelo menos, esse total. Tal como se ele tivesse aumentado o valor das vendas.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), o índice médio de perdas no varejo fica em torno de 2% do faturamento. Mas, as perdas mais difíceis de serem detectadas podem comprometer ainda mais o lucro.

Podemos concluir, portanto, que existem duas formas básicas de aumentar o faturamento: vender mais, ou minimizar as perdas. É claro que, no segundo caso, estamos falando de ações evitáveis que geram perdas para empresas. Vamos, então, entender melhor como é possível otimizar suas estratégias de crescimento com a prevenção de perdas no varejo?

O que é prevenção de perdas no varejo

A prevenção de perdas no varejo engloba um conjunto de ações e práticas de preservação de lucro. Elas são desenvolvidas para evitar perdas e custos comerciais ocasionados por ações humanas, sejam eles propositais ou não. Como:

  • Furtos internos e externos;
  • Desperdício;
  • Fraude;
  • Quebras operacionais;
  • Erros de inventário e administrativos;
  • Outros.

Fonte: Pesquisa ABRAPPE de Perdas no Varejo Brasileiro – Resultados 2019

O modo mais simples de contabilizar estas perdas é através da diferença entre o estoque real do varejo e o esperado. Por exemplo, se o estoque real de refrigerantes de uma padaria é de 150 unidades, mas, de acordo com as vendas, ele deveria ser de 220, temos uma perda de 70 unidades.

Isso pode ocorrer por diversos fatores como:

  • Capacitação ineficiente de colaboradores;
  • Processos mal executados;
  • Descuido em processos de contratação;
  • Falta de políticas claras e normas específicas para comportamentos que ocasionam perdas;
  • Etc.

Infelizmente, a maior parte das perdas no varejo são ocasionadas por ações deliberadas, tanto internamente, quanto externamente. Talvez você esteja pensando: Bom, se há uma conduta irregular feita, normalmente, de forma consciente, como a empresa pode se proteger?

Criando processos de prevenção de perdas no varejo!

Agora que você já sabe o que é prevenção de perdas no varejo selecionamos algumas das melhores práticas e ferramentas que facilitam esse processo.

Como fazer a prevenção de perdas no varejo com segurança e eficiência

Apesar dos nichos mais impactados serem de supermercados, perfumes e esportes, as práticas recomendadas para evitar este custo são aplicáveis a todos os setores da economia. Isso quer dizer que, independente do valor agregado do produto, ou facilidade de comercialização no mercado informal, a sua empresa investir em práticas para combater as perdas.

Afinal, empresas que aplicam as melhores práticas de prevenção de perdas podem neutralizar um impacto de 2% do faturamento. Sabemos o quanto essa porcentagem é relevante em um mercado tão competitivo, não é mesmo?

Bom, mas o que a sua empresa pode fazer para aplicar a prevenção de perdas no varejo?

1 – Tenha um processo rígido de seleção

O comportamento dos seus colaboradores depende muito dos exemplos que eles recebem de supervisores e gestores. Mas, ainda que a sua empresa tenha uma cultura organizacional de transparência, alguns deles podem não ser impactados com estes exemplos.

O que você pode fazer? Ter um processo mais rígido de seleção de novos colaboradores.

É importante entendermos que cada pessoa do time carrega a nossa marca. Você não quer alguém com posturas e valores que não condizem com a visão da sua empresa, certo?

Portanto, se encarregue de avaliar históricos, realizar testes e analisar com cuidado cada profissional contratado. Pode não ser uma missão simples, mas é extremamente necessária.

2 – Políticas de prevenção de perdas no varejo

Quando lidamos comercialmente com clientes, parceiros e colaboradores é fundamental deixar claro o que a empresa considera como ações irregulares. Por mais óbvio que as normas pareçam é preciso documentá-las e torná-las públicas. Inclusive para segurança da própria empresa, que pode, contratualmente, responsabilizar os agentes que participarem dessas ações.

É fundamental, portanto, criar uma política de prevenção de perdas no varejo incluindo todas as condutas irregulares e as punições para os infratores. Desta forma, inibimos esse comportamento.

Ah! E uma prática extremamente recomendada é estabelecer um colaborador responsável, e capacitado, para verificar essas condutas, com autonomia para aplicar as sanções necessárias.

3 – Investir em tecnologias de monitoramento

A tecnologia é a maior aliada na prevenção de perdas no varejo!

Grande parte das ocorrências se dão antes dos produtos chegarem nas prateleiras, mas, sabemos quantos processos podem haver antes disso, não é mesmo? Tornando, portanto, praticamente impossível fazer a prevenção de perdas no varejo sem ferramentas que incluam machine learning, inteligência artificial, geolocalização, etc.

Quando investimos nessas tecnologias, conseguimos realizar o monitoramento de cada etapa e, assim, detectar com maior precisão os possíveis gargalos que geram perdas no varejo.

Um bom sistema de monitoramento permite:

  • Acompanhar a mercadoria em cada um dos processos,
  • Verificar quais pessoas são realmente necessárias;
  • Quais colaboradores estão ativos em cada processo;
  • Qual o fluxo de estoque,
  • Etc.

Desta forma, você consegue não apenas identificar os locais de incidência de perdas, como também minimizar as ocorrências. Afinal, o monitoramento constante inibe as ações, tanto de colaboradores internos, quanto de clientes, e pessoas não ligadas à empresa.

Separamos as principais categorias de ferramentas de prevenção de perdas no varejo que unificam a tecnologia com estratégia. Veja só:

Melhores ferramentas de prevenção de perdas no varejo

  • Equipamentos de Segurança

Câmeras de segurança, sinalizadores e alarmes dificultam o acesso indevido a produtos. A nossa principal dica é que você verifique pontos de maior gargalo para investir em tecnologias mais avançadas. Por exemplo, o estoque da empresa e produtos em exposição.

Ah! E fique atento a possíveis pontos cegos da sua loja!

Para diminuir as perdas no varejo muitas empresas têm investido em ferramentas que controlem melhor as saídas e entradas de produto no estoque, através de sensores e sistemas integrados. A ideia é que cada item tenha um “DNA” e possa ser acompanhado, como o RFID, uma ferramenta que pode ser utilizada no controle de estoque, atuando na prevenção de perdas no varejo.

Veja só:

Para diminuir as perdas no varejo de produtos expostos ao público existem algumas ferramentas, como:

  • Cadeados eletrônicos – Indicados para produtos com maior valor agregado, como eletrônicos, por exemplo;
  • Antenas com sensores anti furto – Antenas normalmente localizadas na saída dos estabelecimentos que possuem sensores integrados aos produtos.

Sistemas que corroboram com o monitoramento para prevenção de perdas no varejo

Como já mencionamos, o monitoramento é uma das melhores maneiras de prevenção de perdas. Afinal, é essencial que a empresa tenha como localizar e identificar o período entre os processos. Para isso a tecnologia de geolocalização tem um papel muito importante.

Um ótimo exemplo de ferramentas de geolocalização que ajudam na prevenção de perdas no varejo, gestão de estoque, roteirização e possibilitam a integração com outras áreas, são as API’s Maplink.

A nossa equipe pode, junto com o seu time de desenvolvimento, criar soluções para melhorar a sua estratégia de prevenção de perdas no varejo utilizando essa tecnologia.

Como?

Veja só:

Maplink Platform

As APIs Maplink foram criadas para se adaptar às necessidades da sua empresa e sistema, indo muito além do mercado logístico. Como? Bom, nós oferecemos:

  • Serviço de roteirização para rotas simples e com múltiplos pontos, que se adapta ao seu tipo de veículo (carro, caminhão, moto, bicicleta, etc) e leva em conta, para planejamento final, todas as especificidades e restrições da sua operação, além de te apresentar o tempo e custo total.
  • API Planning, que foi criada para otimizar a sua operação, integrando a criação de rotas, com atribuição para os seus veículos ou equipes, para que o custo total seja reduzido e a produtividade aumente.
  • Inclusão de gastos com pedágio (presentes nas suas rotas) nos cálculos da operação e facilidade no pagamento, para garantir previsões e controle de custos efetivos.
  • Cálculos de matriz simplificados, considerando tempo e distância entre destinos (com base na melhor rota) e melhora na experiência de navegação e compra do seu cliente, além de ganhar visibilidade sobre a sua operação.

Ficou curioso para conhecer mais sobre a Maplink? Então, veja abaixo um pouco mais sobre a nossa empresa, clientes e como podemos dar o suporte ideal para automatizar ainda mais a sua empresa, de forma personalizada e eficiente.

Maplink

A Maplink, junto com o seu time de TI ou desenvolvimento, oferece uma solução robusta, usando a tecnologia para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais. Como?

  • Integração e implementação de APIs para otimização de processos operacionais;
  • Nossas APIs integram facilmente com qualquer tecnologia ou sistema (TMS, CRM, WMS e outros). Além disso, o seu time vai ter acesso a uma documentação completa e a um time de especialistas dedicado, garantindo uma implementação rápida.;
  • Otimização de rotas de entrega;
  • Entre outras inúmeras funcionalidades.

Somos a maior revendedora de Google Maps da América Latina. Integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas como funciona na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Raízen, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Tags: No tags

Comments are closed.