como fazer roteirização

É possível fazer roteirização com restrições de forma eficiente?

Muitas empresas buscam entender e otimizar a roteirização com restrições para diminuir custos e minimizar os riscos. Mas esse ainda é um dos maiores desafios do transporte, principalmente no Brasil.

De acordo com a Confederação Nacional da Indústria, as rodovias federais registraram, em 2019, mais de 16 mil acidentes com caminhões. Segundo especialistas, isso ocorre, principalmente, devido a investimentos insuficientes e mal distribuídos. As rodovias com maiores índices de acidentes, portanto, mais perigosas, recebem apenas 26% dos recursos totais.

Com baixos investimentos e estruturas cada vez mais precárias, as rotas percorridas passam a apresentar cada vez mais perigo. Sem contar, é claro, a dificuldade de atender um país de dimensões continentais e mudanças frequentes relacionadas a restrições de tráfego.

Esse conjunto de desafios torna a roteirização manual cada vez mais ineficiente e onerosa para as empresas. Mas será que existe uma forma eficiente de fazer roteirização com restrições? Sim! E é exatamente disso que falaremos neste artigo! Vamos lá?

O que consideramos restrições na roteirização

Antes de falarmos sobre as soluções de roteirização com restrições, precisamos compreender quais são esses impedimentos e como eles impactam no transporte. Listamos abaixo algumas das principais restrições enfrentadas pelas empresas de entre, veja só:

1 – Estradas

Um dos principais desafios da roteirização com restrições, como mencionamos acima, são as estradas brasileiras. Como o transporte por aqui é dependente do modal rodoviário, as empresas precisam enfrentar grandes trajetos em estradas sem pavimento, com erosões, perigosas e até mesmo em áreas de difícil acesso.

Imagine que, sem um sistema de roteirização eficiente, a sua frota precise percorrer esses trajetos sem saber onde estão os obstáculos. As chances de acidentes são muito maiores, certo?

Outra restrição que precisa ser incluída na roteirização são os limites de velocidade de cada trajeto. Essa informação é essencial para que o tempo estimado corresponda à realidade. Evitando, assim, atrasos e custos com reentrega, por exemplo.

2 – Áreas perigosas

Infelizmente o Brasil é um país com inúmeras áreas perigosas, com pouco ou nenhum monitoramento de segurança e com grande probabilidade de furtos e roubos. Se fizermos a roteirização com restrições, de forma manual, não há possibilidade de acompanhar e atualizar os trajetos para contornar áreas que apresentem maior risco considerando o tipo de veículo e carga transportada.

Existem regiões, por exemplo, que o furto de equipamentos eletrônicos é muito maior. A sua empresa pode utilizar outros meios de envio ou realizar a roteirização com restrições utilizando um sistema que contorne, automaticamente, áreas perigosas.

3 – Impossibilidade de tráfego de certos veículos

Devido a extensa malha rodoviária, existe uma enorme variedade de obstáculos como pontes, estradas mais estreitas ou com desvios que não comportam um veículo com eixos. Sem contar, é claro, a mobilidade urbana, que é ainda mais restritiva neste sentido.

4 – Restrições de horários de tráfego

Recentemente a legislação alterou, em algumas cidades, a permissão de tráfego de veículos grandes em algumas regiões, principalmente urbanas. Além de limitar o trajeto e o tempo de carga e descarga, os gestores ainda precisam se informar sobre qual a legislação vigente em cada trecho do trajeto.

O que, naturalmente, torna todo o processo ainda mais demorado e oneroso.

5 – Impossibilidade de descarregar em determinado local ou horário

Grande parte das entregas urbanas estão sujeitas a um horário de entrega, principalmente em relação ao transporte de cargas maiores, no centro das grandes cidades.

A roteirização com restrições precisa, portanto, considerar quais os pontos de entrega possuem limitadores de horário, para organizar o trajeto de forma a atendê-los primeiro. Sem, é claro, comprometer a otimização do percurso.

Como fazer roteirização com restrições?

como fazer roteirização

Um dos maiores desafios da roteirização com restrições é a volatilidade. Afinal, rotas, sentidos e normas se alteram com muito mais frequência do que gostaríamos. Tornando assim, quase impossível criar um planejamento de rotas manual.

Isso quer dizer que não conseguimos nos antecipar a estas restrições e precisamos lidar com as inúmeras intempéries dos trajetos? Não! A sua empresa precisa, na verdade, investir em tecnologias que atendam à roteirização com restrições.

As APIs Maplink, por exemplo, foram criadas para se adaptar às necessidades da sua empresa e sistema. Isso quer dizer que nossas soluções conseguem formular rotas ultra-inteligentes com o uso de dados de localização, que são alimentados em tempo real.

Veja abaixo algumas destas soluções para roteirização com restrição:

  • Trip API

Trip API é o roteirizador Maplink que realiza o cálculo do melhor caminho, considerando todas as variáveis de transporte, como veículo, histórico de trânsito, geometria da rota e muito mais.

E, o principal diferencial é que independentemente de quantas paradas exista no trajeto, o roteirizador Maplink consegue determinar qual o melhor sequenciamento de entrega entre localizações.

  • Planning API

O Planning API é a ferramenta perfeita para potencializar o roteirizador Maplink, afinal, trata-se do serviço de montagem de carga, otimização e sequenciamento de N (pedidos) para N (veículos).

Isso, é claro, considerando os diferentes tipos de veículos em suas coletas e entregas, e demais restrições de trabalho, capacidade do veículo, legislação.

  • Toll API

Para a escolha da melhor rota precisamos ter informações de custos, certo? Afinal, um dos objetivos do roteirizador Maplink é exatamente esse! O Toll API é a ferramenta correta para precisar os custos de transporte, sem surpresas.

Afinal, ela inclui os valores de pedágio nos cálculos da operação e facilita esse pagamento, para garantir previsões e controle de custos efetivos.

Mais algumas ferramentas das API’s e roteirizador Maplink

  • Map Display: Renderização e visualização do mapa com suas rotas, pedágios e locais importados;
  • Distance Matrix: resultado do cálculo da distância (KM) e tempo entre uma matriz de diversas origens para diversos destinos;
  • Place in Route and Nearby: Identificação, gestão e busca de locais próximos. Como balanças, postos de combustível, etc;
  • Restriction Zone: gestão e criação de áreas de restrição, para desvio de rotas;
  • Geocoding e Reverse Geocoding: converte os endereços e CEPs em latitude e longitude e vice e versa;
  • Geocoder AutoComplete: sugere a localização no momento que o usuário está digitando, baseado em históricos e relevância.

Algumas destas ferramentas podem ser utilizadas em conjunto, de forma completamente integrada, ou individualmente. Dependendo, é claro, das necessidades da sua empresa.

Ficou curioso para conhecer um pouco mais sobre nossas soluções? Então, veja só!

Maplink Platform – Por que nós podemos fornecer a melhor roteirização mesmo com restrições?

Como mencionamos acima, as APIs Maplink foram criadas para se adaptar às necessidades da sua empresa e sistema, indo muito além do mercado logístico. Como? Bom, nós oferecemos:

  • Serviço de roteirização para rotas simples e com múltiplos pontos, que se adapta ao seu tipo de veículo (carro, caminhão, moto, bicicleta, etc) e considera, para planejamento final, todas as especificidades e restrições da sua operação, além de te apresentar o tempo e custo total.
  • Inclusão de gastos com pedágio (presentes nas suas rotas) nos cálculos da operação e facilidade no pagamento, para garantir previsões e controle de custos efetivos.
  • Cálculos de matriz simplificados, considerando tempo e distância entre destinos (com base na melhor rota) e melhora na experiência de navegação e compra do seu cliente, além de ganhar visibilidade sobre a sua operação.

Veja abaixo um pouco mais sobre a nossa empresa, clientes e benefícios de investir nas API’s Maplink.

Maplink

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem esses métodos de roteirização logística! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

Tags: No tags

Comments are closed.