Celular usado no varejo

Varejo omnichannel: saiba como integrar ações on e offline

Não há dúvidas de que hoje o mundo é muito mais dinâmico, rápido e prático e, tudo isso, é graças ao avanço tecnológico, principalmente, o da internet. Com a imensa variedade de canais de comunicação, os ambientes online e offline, passam, cada vez mais, a ocupar um mesmo espaço e, cabe às empresas, estarem presentes neles e conseguirem atender às necessidades do público. É aí que entram as táticas do varejo omnichannel!

Não há dúvidas de que hoje o mundo é muito mais dinâmico, rápido e prático e, tudo isso, é graças ao avanço tecnológico, principalmente, o da internet. Com a imensa variedade de canais de comunicação, os ambientes online e offline, passam, cada vez mais, a ocupar um mesmo espaço e, cabe às empresas, estarem presentes neles e conseguirem atender às necessidades do público. É aí que entram as táticas do varejo omnichannel!

Se você ainda não sabe do que se trata isso ou já ouviu falar, mas ainda não compreende o funcionamento desse conceito, está no lugar certo! Neste post, separamos dicas e ideias de como o varejo omnichannel pode integrar as ações da empresa nos ambientes online e offline e fortalecer a sua marca! Vamos conferir?

Qual a importância de integrar ações online e offline no varejo omnichannel?

Não é de hoje que a internet, aplicativos e os dispositivos móveis se tornaram ferramentas essenciais na rotina do ser humano. Com isso, o perfil de compras, de exigência, de informação e posicionamento do consumidor mudaram drasticamente, sempre flutuando, livremente, entre os ambientes online e offline.

Hoje, muito além de oferecer um produto para a venda, as marcas precisam transmitir confiança, promover experiências e, até mesmo, abraçarem causas específicas. Tudo isso, com o intuito de criar uma perspectiva positiva orientada pelo próprio usuário.

De acordo com um estudo da BCG, mesmo que apenas 4% do total das vendas no varejo no Brasil sejam no ambiente online, a internet consegue influenciar, em mais de 50%, as compras realizadas nas lojas físicas por aqueles consumidores conectados. Ou seja, podemos dizer que o varejo omnichannel permite que as pessoas tomem as decisões nos dois ambientes, independentemente de onde será finalizada a compra.

Como implementar as táticas do varejo omnichannel na empresa?

Conheça, a fundo, seu cliente

Com os avanços da internet, é normal que as estratégias de marketing tenham sofrido diversas transformações. Um exemplo prático é aquela velha abordagem em massa, no qual o contato era, meramente, superficial e se tentava atingir o maior número de pessoas, sem sequer entender as suas necessidades.

Em plena era digital, agir assim, pode ser um verdadeiro tiro no pé. Hoje, as soluções são quase que personalizadas, devem se basear em dados e informações concretas, precisa transmitir credibilidade, experiências positivas e, principalmente, gerar resultados reais.

Por isso, é importante investir em um detalhamento demográfico, estudar os comportamentos, entender as especificidades do cliente e sempre propor soluções para aquilo que ele necessita.

Invista na transformação digital

Pegando um exemplo clássico de sucesso no varejo omnichannel, a gigantesca Magazine Luiza, com mais de 60 anos de mercado e, historicamente, com uma atuação quase que 100% offline, passou a ser uma referência de compras online nos últimos anos, graças a estratégias e um investimento pesado na transformação digital.

Visando aproveitar, ao máximo, os recursos de geolocalização, a empresa reformulou seu setup de ferramentas de localização. Para tal, seus gestores ajustaram suas contas no Google Meu Negócio, adicionando extensões locais para a aumentar a cobertura de suas lojas físicas.

Além disso, investiram em sistemas de rastreamento de visitas às lojas em todas as contas e campanhas, podendo assim, analisar o comportamento dessas pessoas.

Enfim, esse exemplo serve para mostrar uma perspectiva de como a transformação digital, por meio de aplicativos e sistemas modernos, em especial os de geolocalização, permitem gerar dados do mundo online e offline e integrá-los um único estudo.

Valorize a experiência presencial

Essa integração entre o ambiente online e offline só é possível quando há experiências na prática. Afinal, por mais conectados que estejamos e por mais que a internet possibilite criar perspectivas perfeitas, as experiências só são comprovadas na “vida real’.

Vamos lá! Imagine uma transportadora oferecer soluções fantásticas para uma indústria, dizendo garantir prazos, rotas eficientes, atendimento personalizado, entre outros serviços. Porém, na prática, o gestor da suposta indústria não consegue mensurar esses resultados prometidos!

Uma das estratégias do varejo omnichannel é criar meios e experiências reais entre os dois mundos: offline e online. Portanto, de nada adianta prometer na internet e não cumprir no presencial.

Aproveitando o mesmo exemplo da transportadora, uma solução prática para gerar uma boa experiência ao cliente era dispôs aplicativos com funções de acompanhamento, mostrar opções de rotas mais eficientes, disponibilizar dashboards para visualização de resultados etc.

Incentive o cliente a “flutuar” pelo online e offline

Dentro do conceito de varejo omnichannel, nem sempre é possível concentrar as ações no ambiente online, exclusivamente. Exemplo disso, é a francesa Leroy Merlin, referência no mercado de construção e bricolagem, com lojas espalhadas pelos principais estados brasileiros e por diversos países.

Nesse ramo, é imprescindível manter a experiência presencial, já que as lojas físicas ainda são o principal ponto de venda desse tipo de material oferecido pela gigante francesa. No entanto, isso não impediu que a empresa aumentasse a sua participação nos ambientes online, em especial, por meio das ferramentas de localização do Google Maps.

Essa ação não serviu com uma estratégia para desenvolver um canal de venda, mas de comunicação e informação útil, estimulando o cliente a se locomover até a loja mais próxima.

Entre as estratégias mais eficientes, foi o investimento em sistemas de geolocalização, que permite que cliente visualize o endereço exato de suas lojas, assim como informações atualizadas sobre estoques, horários de funcionamento, entre outros dados. Com isso, a empresa também consegue mensurar os resultados, fluxos de busca e o trânsito de clientes nas lojas.

Enfim, sabe-se que os caminhos, meios e métodos para o varejo omnichannel não são os mais simples e tudo isso exige uma mudança de mindset, assim como na forma que as empresas encaram suas métricas de sucesso. No entanto, é possível dizer que estudar o comportamento do público, investir em tecnologia e acompanhar as tendências são algumas formas de conseguir integrar, cada vez mais, suas estratégias nos ambientes online e offline.

Gostou do nosso post e quer acompanhar os próximos artigos, dicas e novidades com essas? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter e ficar por dentro das principais tendências do mercado!

Comments are closed.