Como fazer um dimensionamento de frota na prática?

Toda empresa busca otimizar processos e encontrar formas mais econômicas e ágeis de atender seus clientes. Nessa missão, aprimorar a logística pode ser um passo fundamental para o sucesso da companhia e a satisfação dos seus clientes.

Por Maplink

27/09/2018

Toda empresa busca otimizar processos e encontrar formas mais econômicas e ágeis de atender seus clientes. Nessa missão, aprimorar a logística pode ser um passo fundamental para o sucesso da companhia e a satisfação dos seus clientes.

Nesse sentido, existe um desafio no setor de transportes: encontrar formas mais econômicas de realizar viagens e saber se a quantidade de veículos disponíveis está de acordo com o volume da entrega a ser feita. É aí que entra o dimensionamento de frota. Quer descobrir como esse procedimento pode otimizar a logística da sua empresa? Então, continue a leitura deste artigo!

O que é dimensionamento de frota?

É, basicamente, otimizar e planejar as tarefas vinculadas ao transporte de cargas. A ideia aqui é melhorar a produtividade da companhia ao considerar o funcionamento desse setor.

Ao tratar desse dimensionamento, leva-se em conta questões como o percurso realizado, as condições das vias e o peso da mercadoria, proporcionando mais segurança e redução de custos.

Quais as principais vantagens desse procedimento?

Dimensionar a frota de veículos da forma correta traz diversas vantagens, como as que listamos abaixo:

Redução de custos

Problemas costumam acontecer de forma inesperada, mas existem formas de reduzi-los e, consequentemente, reduzir possíveis custos com manutenções.

Ao realizar o dimensionamento de frota, pode-se determinar os melhores modelos de veículos para as operações e calcular quantos serão utilizados para cada transporte, reduzindo custos e a quantidade de imprevistos e desperdícios.

Agilidade da entrega

Conhecer melhor a frota ajuda na escolha da rota mais adequada para determinado veículo, trazendo agilidade para o transporte. Além disso, com conhecimentos sobre o tráfego da estrada, a empresa ganha mais controle e segurança no processo.

Redução de acidentes

Conhecer e respeitar a capacidade de peso dos veículos auxilia na prevenção de acidentes, uma vez que o excesso de carga pode trazer transtornos ao passar por determinados locais.

Esse excesso pode, ainda, provocar a perda de controle da direção, colocando a carga e a vida do condutor em risco.

Mais precisão no cálculo de gastos

É comum que o veículo precise realizar diversas viagens, a depender do serviço prestado. Nesse momento, o dimensionamento pode trazer mais precisão aos cálculos e ajudar a evitar desperdícios de combustível, por exemplo.

Como realizar esse dimensionamento?

A seguir, mostraremos detalhadamente como realizar esse dimensionamento. Para isso, vamos utilizar uma situação hipotética, para a qual é preciso saber a quantidade necessária de veículos e a média em km que cada um percorreria mensalmente.

Supõe-se que essa empresa possua 6 veículos que fazem cerca de 20 viagens por mês, cada um. Assim, vamos aos dados da situação, utilizando um semirreboque graneleiro para exemplificar:

O veículo

  • Peso do chassi: 5.400 kg;
  • Peso bruto total: 35.000 kg;
  • Peso do semirreboque: 7.250 kg;
  • Peso dos demais equipamentos: 350 kg;
  • Velocidade: 55 km/h na ida e 70 km/h na volta.

A carga

  • Produto transportado: soja;
  • Peso específico a granel: 750 kg/m³;
  • Quantidade a ser transportada: 3.900 t/mês.

As operações

  • Jornada útil de trabalho de 8 h/dia;
  • 2 turnos de trabalho por dia;
  • 25 dias úteis de trabalho por mês;
  • 2 dias previstos para manutenção por mês.

O cálculo

O processo de cálculo é dividido em 3 passos:

1. Calcular o peso total do veículo (tara)

O peso total do veículo é a soma do peso do chassi com a carroceria, o semirreboque e os demais equipamentos, como expressa o exemplo abaixo — baseados nos dados informados acima:

5.400 + 7.250 + 350 = 13.000 kg

2. Calcular a carga útil (lotação)

Para obter a carga útil, utiliza-se as variáveis de peso bruto do veículo e a sua tara (obtida no passo 1). Veja o exemplo abaixo:

35.000 – 13.000 = 22.000 kg

3. Calcular a quantidade de viagens necessárias por mês

Por fim, esse cálculo é uma divisão da carga total a ser transportada por mês — convertida para quilos — pela lotação (obtida no passo 2). Confira o exemplo a seguir:

3.900.000 / 22.000 = 177,27 viagens/mês

Nota-se, portanto, que serão necessárias cerca de 177 viagens por mês. Enquanto isso, uma frota com 6 veículos — como foi exemplificado — alcança a marca de apenas 120 viagens mensais, aproximadamente. Assim, sabe-se que serão necessários cerca de 3 veículos adicionais para suprir a demanda.

Portanto, vemos que o dimensionamento de frota de veículos é uma etapa essencial na tarefa de otimizar os processos empresariais e garantir o máximo aproveitamento dos recursos de logística da empresa.

Quer se informar ainda mais sobre esse tema? Então confira agora mesmo como descobrir rotas rodoviárias e otimizar a operação logística!

Baixe nosso ebook

Nossos Escritórios


O Maplink usa cookies

Por favor, confirme se você aceita nossos cookies de rastreamento. Você pode recusar e continuar navegando no Maplink sem enviar dados. Ler