WMS: entenda o que é, principais vantagens e impacto na sua logística

Um dos principais desafios logísticos de uma empresa é a organização de seu armazém. A depender do ramo de atuação do negócio, o número de insumos e mercadorias pode ser imenso, e nem sempre o espaço existente para acomodar todos os itens é suficiente. Nesse caso, a resposta para melhorar a gestão de estoque de sua empresa pode ser a implantação de um WMS.

wms

Por Maplink

09/10/2018

Um dos principais desafios logísticos de uma empresa é a organização de seu armazém. A depender do ramo de atuação do negócio, o número de insumos e mercadorias pode ser imenso, e nem sempre o espaço existente para acomodar todos os itens é suficiente. Nesse caso, a resposta para melhorar a gestão de estoque de sua empresa pode ser a implantação de um WMS.

Neste post, apresentamos um guia completo sobre o funcionamento desse sistema e como ele pode beneficiar a sua empresa. Confira:

O que é um WMS

O Warehouse Management System é muito mais que um simples sistema de controle de estoque. Diferentemente de um software que, na maioria dos casos, apenas administra entradas em saídas, o WMS é uma ferramenta complexa criada para lidar com desafios logísticos.

Independentemente do ramo de atuação de sua empresa, a logística é fundamental para manter suas operações em pleno funcionamento — e uma das atividades mais críticas é a gestão de estoque.

O WMS é uma solução para armazém que auxilia o gestor na tomada de decisões de maneira estratégica, determinando que quantidade de cada material deve ser estocada, em que local do armazém, além de controlar outras variáveis, como a vida útil dos produtos.

Sua função principal é garantir o bom funcionamento de toda a cadeia de suprimentos com relação ao estoque, entre suas principais responsabilidades estão:

  • recebimento e conferência — os itens são recebidos de forma automática e conferidos de acordo com os pedidos, e o sistema é atualizado em tempo real;
  • armazenagem e separação — as informações acerca de produtos são transparentes, e é possível saber a quantidade, o local de armazenagem e a data de vencimento;
  • movimentação — é muito mais simples realizar a movimentação de itens dentro do armazém, uma vez que todas as informações sobre a localização estão cadastradas no sistema;
  • reabastecimento — é possível verificar todas as novas ocorrências de provimento, evitando a falta de insumos e outros produtos, além de visualizar a necessidade de diminuir a aquisição conforme a falta de demanda;
  • expedição — após o envio, é possível verificar quais foram os itens despachados, e, a partir daí, o controle pode ser realizado por meio de um TMS (Transportation Management System).

Tecnologias utilizadas

Um sistema de WMS utiliza uma série de outras tecnologias para garantir um controle total sobre o estoque e o espaço do armazém. Entre as principais ferramentas de apoio estão:

Código de barras

Cada item que entra no estoque da empresa recebe um código de barras único que será responsável por identificar o produto dentro do armazém. É por meio dessa identificação que o sistema controla sua localização e planeja suas realocações ou baixa no estoque conforme necessário.

Dispositivos móveis

O uso de dispositivos móveis tem revolucionado diversos processos, e dentro do estoque não é diferente. Os profissionais que trabalham dentro do armazém podem utilizar essas ferramentas para acessar o WMS e verificar, por meio de aplicativos, informações a respeito de qualquer produto estocado.

Redes Wi-Fi

A implantação de redes Wi-Fi permite que todo o sistema esteja interligado, assim como as tecnologias de apoio, garantindo a atualização das informações em tempo real e melhorando a experiência da equipe de estoque.

Vantagens do uso de um WMS

Ao optar por implementar um Warehouse Management System, sua empresa poderá contar com uma série de benefícios. Entre eles estão:

Otimização do espaço

Um dos principais desafios de um controle de estoque é lidar com o espaço disponível para o armazenamento. Com a implantação de um WMS, o sistema vai verificar quais são os itens de maior saída, organizando o espaço de acordo com a demanda.

Outra grande vantagem é a possibilidade de criar endereços dentro do armazém, garantindo que cada mercadoria tenha sua localização conhecida e facilitada. Esse endereçamento é controlado por meio do WMS.

Redução de custos

A otimização e a produtividade obtida por meio da utilização do Warehouse Management System permitem que sejam gastos menos recursos financeiros para a manutenção do estoque.

Outro item que contribui para a diminuição de gastos e que está ligado diretamente à implantação de um WMS é o controle de prazos de validade, o que evita prejuízos com perdas de materiais.

Estoque mínimo

O ideal dentro de um armazém é trabalhar com um número mínimo possível de cada item, porém, mantendo uma quantidade que permita que nenhum pedido deixe de ser atendido por falta de estoque.

O WMS realiza um controle por demanda, garantindo que um determinado item tenha uma quantidade grande apenas quando a busca por aquele produto for alta, minimizando, assim, estoques desnecessários.

Agilidade de resposta

Outra grande vantagem que sua empresa pode obter ao implantar um WMS é a agilidade de resposta a qualquer pedido que possa surgir. Isso é possível graças ao controle total da localização de todos os itens do estoque.

Sendo assim, ao chegar um determinado pedido, o sistema já demonstrará o local onde está armazenado cada um dos produtos e realizará realocações do restante caso necessário.

Diferenças em relação ao TMS

Muitos gestores acabam confundindo o WMS com o TMS, no entanto, suas funções são totalmente diferentes. O Transportation Management System é a ferramenta responsável por controlar toda a distribuição e frota de uma empresa, não fornecendo qualquer solução para o estoque.

Para obter uma gestão eficiente de toda a cadeia de suprimentos, é necessário investir não apenas em uma, mas nas duas ferramentas, buscando integrar dados entre elas, gerando informações estratégicas para o negócio.

Implementação

Implementar um sistema de WMS é uma atividade complexa, contudo, as vantagens obtidas por meio de sua utilização compensam os esforços demandados.

O principal ponto a ser observado é a capacitação da equipe. Busque preparar seus colaboradores para a utilização da nova ferramenta, afinal, eles serão os principais usuários da solução.

Outro item que demanda muita atenção por parte do gestor é a escolha do fornecedor de software. Busque por parceiros que possuam know-how e referências no mercado e verifique como funciona seu atendimento e resolução de problemas.

O WMS pode ser um recurso especial para melhorar os seus resultados logísticos e, com isso, conquistar um número maior de clientes, além, é claro, de se manter à frente da concorrência.

Gostou do post? Aproveite para assinar agora a nossa newsletter e não perder nenhuma de nossas publicações.

Baixe nosso ebook

Nossos Escritórios


O Maplink usa cookies

Por favor, confirme se você aceita nossos cookies de rastreamento. Você pode recusar e continuar navegando no Maplink sem enviar dados. Ler