terça-feira, janeiro 18, 2022

Calcule o frete mínimo a partir da roteirização com o Google Maps Platform

A roteirização é o processo de planejamento de rotas em geral, que serve para definir os melhores trajetos para realizar entregas, coletas, ou até mesmo uma viagem em família.

Normalmente, empresas que possuem um alto volume de entregas precisam contar com alguma ferramenta para automatizar esse processo e, na maioria das vezes, o Google Maps Platform é a ferramenta escolhida.

Além da roteirização com o Google Maps Platform, as empresas também já podem aderir outras possibilidades no uso da ferramenta, que tornam esse processo ainda mais completo, podendo também, por exemplo, automatizar o cálculo de pedágio e o custo do piso mínimo do frete.

Se você quer saber como tornar a roteirização com Google Maps Platform ainda mais completa, continue aqui neste post.

Roteirização com Google Maps

A roteirização com Google Maps é uma das maneiras mais simples e eficientes de planejar uma rota com até 25 pontos de parada, considerando fatores como tempo, distância e condições de trânsito.

Na prática, a empresa integra as APIs do Google no sistema que já utiliza internamente, adicionando novas possibilidades para o gerenciamento de sua operação de frotas.

As APIs do Google são divididas entre três produtos, que são: Maps, Routes e Places

Para o processo de roteirização, o produto utilizado é o Routes, que conta com três APIs: Directions, Distance Matrix e Roads.

Veja abaixo para que serve cada uma delas.

Directions

A API Directions calcula direções entre locais, permitindo a pesquisa por rotas considerando diferentes meios de transporte, como carro, bicicleta, a pé ou até mesmo transporte público.

Esse serviço se baseia nas condições do tráfego real para calcular o deslocamento de um ponto para o outro.

Distance Matrix

Com a Distance Matriz é possível saber o tempo de viagem e distância para chegar a um ou mais locais. 

Por exemplo, com essa API a empresa consegue acionar o motorista mais próximo para atender um pedido, garantindo o atendimento mais rápido possível.

Roads

O Roads possibilita a criação de itinerários precisos para determinar a rota percorrida por um veículo, além das rotas mais próximas em cada ponto do percurso desse veículo.

Essa API também reconhece a rodovia em que o veículo está passando e fornece metadados sobre ela, como limite de velocidade. 

Essas APIs e outras atuais são capazes de otimizar 100% a roteirização das empresas, ajudando na diminuição dos custos de cada frota. E é sobre isso que você vai ler agora.

Principais custos de planejamento de frotas

Apesar do processo de planejamento de rotas ter como principal objetivo a redução de gastos nas operações, ele ainda envolve uma série de custos que precisam ser considerados ao fazer a roteirização.

Então, para que esse planejamento seja eficaz é preciso entender muito bem sobre os tipos de custos, que podem mudar dependendo do modelo de negócio.

No geral, a atenção sobre os custos é divida entre os que oscilam e os que se repetem nas operações, chamados de custos fixos e custos variáveis.

Os custos fixos são aqueles que se mantém independente do volume de produção, como salários, licenciamento, seguros de transporte etc.

Já os custos variáveis são aqueles que acompanham a produção do negócio e que são calculados toda vez em que uma rota é planejada, sendo os principais: pedágio e frete mínimo.

Pedágio

Os custos de pedágio estão entre os principais na roteirização das operações de transporte, pois é um custo que sempre está presente em qualquer operação logística.

Mas junto à solução de roteirização, muitas empresas também já utilizam API para calcular automaticamente os custos dos pedágios nas rotas planejadas, como a Tolls for Maps.

Com isso, elas garantem a previsão e o controle de custos efetivos, facilitando esse pagamento.

Frete Mínimo

O frete mínimo é outro pagamento obrigatório que deve ser considerado na hora de fazer a roteirização das frotas. 

Esse pagamento nada mais é do que uma forma de garantir um valor justo no serviço tanto para quem contrata quanto para quem realiza, e assim com o pedágio, já é possível também calcular o frete mínimo automaticamente roteirizando com Google Maps Platform (API Directions).

Quer saber como?

Continue lendo os próximos tópicos para saber mais sobre o frete mínimo e como você pode automatizar esse cálculo em sua empresa.

Lei do Frete Mínimo

A Lei do frete mínimo, criada em maio de 2018, foi uma das medidas aprovadas pelo governo para atender a um dos pedidos dos caminhoneiros, após a paralisação da classe naquele ano.

Como uma forma de tornar justo os valores do frete mínimo, tanto para o contratante quanto para o contratado, foram estabelecidos padrões de preços dos pisos mínimos referentes ao km rodado em operações de fretes por eixo carregado.

A tabela de frete mínimo com os valores foi estabelecida pela ANTT, Agência Nacional de Transportes Terrestres, criada a partir da Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, instituída pelo governo federal através da MPV 832/2018

Muitos profissionais esquecem, mas o frete mínimo é obrigatório, e nos casos de descumprimento, o contratante, o transportador e o anunciante do frete poderão sofrer multas.

Empresas com grandes operações já conseguem otimizar esse cálculo facilmente através de tecnologias robustas, como a API de Frete Mínimo da Maplink, pronta para integrar em qualquer sistema.

Veja no próximo tópico como ela funciona:

API para cálculo automático do Frete Mínimo

A API de Frete Mínimo da Maplink é a forma mais prática e segura de obter os valores de acordo com a resolução da ANTT.

As informações utilizadas para o cálculo de frete mínimo são atualizadas de acordo com o que é fornecido pela Agência Nacional de Transporte, ajudando as empresas a seguirem com a obrigação sempre da forma correta.

Em apenas alguns segundos você tem o cálculo de frete mínimo da sua frota, considerando as variações específicas do seu negócio.

Além disso, o cálculo pode ser feito facilmente apresentando qualquer uma das variações abaixo.

  • Cálculo do frete junto com a rota – Integração com a API Trip de Maplink Platform ou Directions API do Google Maps Platform
  • Cálculo de Ida e volta, com carga ou sem carga
  • Cálculo incluindo o valor de pedágio feito pela API Toll ou Toll for Maps
  • Resultado para diferentes tipos de carga
  • Possibilidade de inclusão manual de valores de outras taxas, como ICMS e lucro

Vantagens da API de frete mínimo

Ao integrar a API de frete mínimo ao seu sistema, o cálculo automático garante ao seu negócio:

  • mais agilidade e produtividade;
  • segurança em relação aos valores;
  • diminuição de erros por conta de processo manual.

Além disso, a API permite que você adicione outros valores ao cálculo, como ICMS, pedágios, lucro etc.

Assim, você garante que todos os custos da sua operação sejam cobertos na prestação do serviço.


Quer falar com um de nossos especialistas sobre a API de frete mínimo ou sobre outras soluções Maplink para o gerenciamento de frotas do seu negócio?

Clique no botão abaixo e solicite um contato agora mesmo:

Paulo Rosa

Gerente de Produtos e Geotecnologias na Maplink

Newsletter
Últimos Posts

O que é segurança digital para empresa e como proteger o seu negócio

O avanço tecnológico é favorável para qualquer tipo de empresa e é preciso garantir que a segurança avance na...

Artigos Relacionados