como-controlar-manutencao-frota

4 (+ bônus) dicas de como controlar manutenção de frota!

Saber como controlar a manutenção de frota aumenta a proteção dos colaboradores, da carga e do veículo. Além de corroborar para a segurança dos demais motoristas.

Afinal, defeito mecânico no veículo é uma das 5 principais causas de acidentes nas pistas. Em 2018 foram 1.723 desta natureza, envolvendo mais de 3 mil pessoas. Apesar de sabermos que alguns acidentes são inevitáveis, cabe a empresa minimizar a probabilidade deles ocorrerem.

O planejamento adequado, controle e gestão de frotas colaboram com esta estratégia. Saber, portanto, como controlar manutenção de frota é uma das condutas indispensáveis no gerenciamento de logística.

Separamos, neste artigo, 4 dicas para fazer o melhor controle de manutenção de frota e evitar que o seu veículo fique parado na pista gerando atrasos, riscos e insegurança para seus colaboradores e clientes.

Vamos lá?

Boa leitura!

O que é manutenção de frota?

O controle na manutenção de frotas envolve diversos fatores que influenciam tanto na segurança quanto na eficiência das entregas. Isso é um consenso, certo? Apesar de, na prática, não ocorrer como deveria.

Seja por desconhecimento, decisão de economia ou falta de organização. Você, por exemplo, sabe exatamente o que engloba a manutenção de frota?

Manutenção de frota

A manutenção inclui:

  • Verificação de peças;
  • Agendamento de revisão;
  • Categorização de veículos por ordem de prioridade nas verificações;
  • Monitoramento de peças no intervalo das revisões;
  • Fornecedores e parceiros nesta área.

Com estes itens podemos perceber que a manutenção é subdividida em três categorias:

Tipo de manutenção de frota

1) Programada

O primeiro tipo de manutenção é a programada. Todo fabricante de veículos estipula um prazo para que o proprietário do veículo faça os devidos ajustes nas revisões. Ou seja, se seguirmos as recomendações as manutenções podem ser previstas e agendadas.

Isso ocorre porque as peças de uma moto, automóvel, ônibus ou caminhão possuem um limite de rodagem eficiente. Por exemplo, um bom pneu de caminhão tem uma vida útil de 60 mil ou 80 mil quilômetros, em média. Após este período ele não tem a eficiência esperada, pode causar acidentes e, claro, penalidades.

A manutenção programada, portanto, é aquela que o gestor de frotas pode agendar seguindo às recomendações do fabricante do veículo.

2) Inesperada

O segundo tipo, como você já deve imaginar, são as manutenções inesperadas. Elas ocorrem, normalmente, depois de algum incidente ou pane no veículo. Naturalmente, o custo do segundo tipo é mais alto e pode ser evitado, com o controle de manutenção preventiva.

3) Preditiva

E o terceiro é a manutenção preditiva, talvez uma das mais difíceis de realizar. O objetivo neste tipo é prever que algo não está funcionando de maneira correta baseado em sinais como: ruídos, aquecimento, indicadores no painel e vibrações incomuns.

A ideia é realizar o reparo ou troca antes que o problema aconteça de fato.

Como controlar manutenção de frota

Agora que você já sabe exatamente o que é manutenção de frota, vamos aprender como fazer o controle correto e evitar muitos transtornos. Para isso separamos 4 (e mais algumas!) dicas básicas que devem ser seguidas por todos os gerentes de frotas, independente do tamanho ou capital da empresa.

1 – Estabelecer uma lista geral de verificação

Para empresas com grandes frotas é esperado que alguns veículos possuam necessidades específicas. Mas elencamos alguns itens gerais que você deve incluir ao estabelecer o controle de manutenção de frotas:

  • Troca de óleo e filtro;
  • Fluído de transmissão;
  • Sistema de combustível;
  • Caixa de fusíveis
  • Sistema de refrigeração;
  • Eixos de transmissão ou articulações CV;
  • Cintos e Mangueiras;
  • Componentes elétricos;
  • Sistema de freio;
  • Direção e suspensão;
  • Pneus, rodas e quinta roda;
  • Faróis, luz de placa, lanternas;
  • Pára-brisa;
  • Cintos de segurança e estruturas de assentos;
  • Fluidos.

Essa lista vai facilitar que outros colaboradores possam auxiliar o gestor em como controlar manutenção de frota. Afinal, ela pode ser replicada, alterando apenas as datas do que cada item foi realizado em cada veículo.

2 – Especifique corretamente todos os veículos da frota

A lista que fornecemos acima é um norte para criar um bom planejamento de manutenção. O próximo passo, no entanto, é estabelecer as especificidades de cada veículo. Afinal, fazemos um rodízio de manutenção para que a empresa não perca produtividade durante este intervalo.

Neste tópico é fundamental, portanto, fazer o levantamento do inventário da frota, e pontuar alguns itens, como:

  • Especificações de modelo do veículo e ano;
  • Histórico de revisões;
  • Alterações não planejadas;
  • Tempo de uso;
  • Veículos mais utilizados;
  • Cargas e percursos de cada um.

Conhecer minuciosamente o inventário é um dos pontos fundamentais de como controlar manutenção de frota. Afinal, facilita na montagem do planejamento e cronograma, além de evitar que haja confusão e desconhecimento no momento de cada revisão.

3 – Faça um controle de custos

Mesmo com as revisões antecipadas e a manutenção adequada, os veículos possuem uma vida útil. Para localizar o momento que determinado veículo precisa ser trocado é imprescindível que haja um acompanhamento da linha de gastos.

Ou seja, se você percebe que o crescente desse tipo de passivo está muito íngreme, está na hora de planejar a troca de alguns elementos da frota. Isso impede que você invista mais do que aquele determinado veículo gera de retorno.

Leia também: Como realizar uma boa gestão de custos logísticos? Veja 7 dicas práticas.

4 – Capacite seus colaboradores

Você já deve ter reparado que em 90% das estratégias de logística a capacitação dos colaboradores é uma instrução indispensável. A explicação para este fato é simples: nenhum planejamento vai se manter se toda a equipe não tiver conhecimento e incentivo suficientes.

Como controlar manutenção de frota, portanto, também é responsabilidade dos motoristas. Afinal, se eles não utilizarem os veículos como determinado, ou não souberem da política de manutenção o controle não saíra da teoria.

Portanto, faça cartilhas, reuniões, cursos e o que for necessário para compartilhar com todos os envolvidos quais são as determinações de manutenção de frota.

Mais algumas dicas:

  • Verifique a pressão dos pneus regularmente;
  • Invista em manutenção preventiva;
  • Faça o gerenciamento de frotas;
  • Realize uma checagem antes de cada viagem, principalmente nas mais longas;
  • Escolha bons parceiros técnicos e fornecedores;
  • Não economize em itens que possuam alto impacto na eficiência da frota. Um pneu barato, por exemplo, pode custar metade de um realmente bom, mas vai durar metade do tempo e pode comprometer a integridade da carga e do veículo.

Por que saber como controlar manutenção de frota?

Sabe aquele ditado de vô: é melhor prevenir do que remediar? Pois bem, se enquadra completamente no controle de manutenção. Se você antecipar riscos materiais e realizar a manutenção preventiva não terá que investir mais com consertos e reparações.

Sabemos que depois que um veículo sofre uma avaria, que demanda a manutenção não planejada, o tempo que ele terá que ficar parado é muito maior do que em uma simples revisão. Ou seja, saber como controlar manutenção de frota evita inúmeros prejuízos.

Veja alguns, dos muitos, benefícios de se fazer o controle adequado da manutenção de frotas:

  • Evitar multas;
  • Minimizar possibilidades de acidentes;
  • Evitar atrasos devido a defeitos no meio da rota;
  • Aumenta a durabilidade do veículo;
  • Diminuir os gastos do setor de logística, tanto na aquisição de novos veículos, quanto em consertos e reparos que poderiam ser evitados.

Dica Bônus

Utilize da tecnologia no guia de como controlar manutenção de frota

Investir na tecnologia correta de gestão de frota vai facilitar no controle de manutenção. Afinal, dependendo do tamanho da frota torna-se inviável construir um histórico de cada veículo, fazer o acompanhamento e ainda verificar se os motoristas estão seguindo as recomendações.

Leia mais: Você precisa de um aplicativo de logística — e nós explicamos por quê.

A Maplink é um dos maiores softwares de inteligência em logística América Latina. Utilizado por empresas como BRF, Nestlé, Ambev e mais 3 mil clientes no mundo todo.

Nele você consegue:

  • Organizar rotas de entregas;
  • Integrar e implementar APIs para otimização de processos logísticos e gerais;
  • Calcular custos de combustível;
  • Armazenar informações na nuvem;
  • etc.

E, para quem procura soluções mais robustas, nós da Maplink desenvolvemos ações sob medida para as suas necessidades. Ou seja, ferramenta tecnológica perfeita para te auxiliar em como controlar manutenção de frota, certo?

Quer conhecer mais sobre estas ferramentas ou ainda está em dúvida sobre qual a melhor API para a sua empresa?

Entre em contato com um de nossos especialistas e vamos te mostrar o melhor caminho!

Ah! Se você gostou de aprender como fazer roteirização de cargas e busca melhorar sempre seus processos internos, assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos assim que forem postados!

Tags: No tags

Comments are closed.