tipos de logística reversa

Você sabe quais são os principais tipos de logística reversa?

Você já ouviu falar em logística sustentável? Sabia que existem vários tipos de logística reversa, ou seja, diversas formas de aderir a esta causa? Quando o assunto é a preservação do meio ambiente, empresa nenhuma pode ficar de fora, afinal, é compromisso de todos zelar pelo bem de nosso planeta.

A questão ambiental sempre foi de grande importância, e ganha ainda mais força com a Lei  Nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, responsável pela regulamentação da logística reversa. Esta Lei atribui responsabilidade compartilhada entre todos os envolvidos no ciclo de vida dos produtos, ou seja, fabricante, distribuidor, vendedor, consumidor, etc.

Hoje, a logística sustentável é uma das grandes tendências logísticas, fundamental para a construção de uma boa imagem para qualquer empresa que queira se destacar no mercado.

A preservação do meio ambiente e dos recursos naturais é cada vez mais importante, e as empresas precisam conhecer e aderir a essas práticas o quanto antes, de modo a garantir uma maior qualidade de vida para todos.

Pensando nisso, neste artigo vamos conhecer melhor esses conceitos, e listar os principais tipos de logística reversa, para que você possa conhecer e implementar novas ações em sua empresa, contribuindo tanto para o sucesso do seu negócio quanto para a preservação do meio ambiente.

Mas o que é logística reversa?

Antes de vermos quais sãos os principais tipos de logística reversa, vamos entender melhor a que se refere este conceito.

Por logística padrão, nos referimos ao processo de transporte, armazenamento e distribuição de matéria prima, produtos e mercadorias, que se inicia na indústria, passa por distribuidores e varejistas, até chegar ao consumidor final.

No caso da logística reversa, basta imaginar o processo contrário, quando esses produtos, por qualquer motivo, retornam a seus fabricantes, por meio de diferentes tipos de logística reversa.

No infográfico abaixo você pode ter uma visão mais clara de como funciona o Ciclo da Logística Reversa no caso das embalagens:

Infigráfico tipos de logística reversa - Ciclo da Logística Reversa

Infográfico: Ciclo da Logística Reversa. Fonte – ilogpr.com.br

Leia também: 6 dicas de livros sobre logística reversa para você se aprofundar no assunto

Qual é a importância de conhecer os diversos tipos de logística reversa?

Fazendo parte da chamada logística sustentável, os diferentes tipos de logística reversa contribuem para a preservação do meio ambiente.

Por meio dessas práticas, resíduos que antes seriam descartados de forma inadequada, poluindo rios e solos, podem retornar ao ciclo produtivo, servindo como matéria-prima para a fabricação de novos produtos, ou então, quando necessário, sendo descartados de forma ambientalmente correta.

Mas para que a logística reversa de fato funcione, um ponto fundamental é que os fabricantes criem as condições necessárias para resgatar produtos e resíduos após serem utilizados pelo consumidor final. No entanto, comerciantes, consumidores, Governo, etc. também precisam fazer suas partes, a fim de garantir uma maior eficiência desse processo.

Atitudes como esta fortalecem a imagem das empresas, pois demonstram consciência ambiental e preocupação com a preservação da natureza. Além disso, ainda é uma ótima maneira de reduzir custos, uma vez que diminui o desperdício de matérias-primas por meio do reaproveitamento e reciclagem de resíduos.

Logo, conhecer os diferentes tipos de logística reversa e adotar tais práticas no plano de gestão de sua empresa pode gerar vários benefícios para o meio-ambiente, tais como:

  • reduz o consumo e exploração de matéria-prima e recursos naturais;
  • evita desperdícios, por meio do reaproveitamento de matéria-prima;
  • reduz a incidência de descarte inadequado de produtos e resíduos no meio ambiente, reduzindo a contaminação de rios e solos;
  • reduz a poluição e diversos problemas associados à produção de gases tóxicos.

Leia também: Quer saber como melhorar a logística de uma empresa? Confira 6 dicas

Quais são os principais tipos de logística reversa?

Após um produto ser vendido, há diferentes formas e motivos para ele voltar à sua origem, seja para ser reciclado, reaproveitado, revendido ou até mesmo descartado.

Dentre o tipos de logística reversa que mais ocorrem no Brasil há basicamente dois grandes grupos que você confere a seguir.

Logística reversa de Pós-consumo

Tem por objetivo garantir que determinados produtos, após consumidos, tenham um destino adequado e sustentável. Neste caso há três caminhos:

  • Reuso – Quando o produto ainda está em condições de uso.
  • Reciclagem – Ocorre nos casos em que componentes do produto servem como matéria-prima para alimentar o ciclo de produção.
  • Desmanche – Refere-se a separação dos componentes do produto, direcionando cada parte a seu correto destino, seja reuso, reciclagem ou descarte ambientalmente adequado.

Os itens que se enquadram na logística reversa de pós-consumo são aqueles que, após serem usados, normalmente seriam descartados, mas ainda podem ser reaproveitados. Alguns exemplos são:

  • embalagens;
  • pilhas e baterias;
  • equipamentos eletrônicos;
  • pneus;
  • óleos lubrificantes;
  • lâmpadas fluorescentes;
  • agrotóxicos;
  • medicamentos;
  • dentre outros.

Aprenda um pouco mais sobre resíduos sólidos, coleta seletiva e logística reversa pós-consumo com o vídeo abaixo:

Logística reversa de Pós-venda

O sistema de logística reversa de pós-venda se refere a produtos com pouco ou nenhum uso que acabam retornando a cadeia de distribuição. Seu objetivo então é reinserir estes itens no mercado ou na cadeia produtiva. Há duas situações diferentes para esta categoria:

  • Varejo – Envolve produtos de devoluções em caso de arrependimento, escolha de modelo errado, defeitos, troca, etc.
  • E-commerce – Compreende produtos que, por qualquer motivo, não atenderam às expectativas de seus compradores, ou que apresentam algum defeito, problemas com a garantia, avarias, direito de arrependimento, etc.

Vale destacar que esta é uma etapa fundamental para a fidelização de clientes, uma vez que sua satisfação é um dos pontos mais importantes para que torne a comprar.

Outros tipos de logística reversa

Há casos em que produtos usados ou avariados são remanufaturados, por meio da combinação de peças novas ou reutilizadas, e retornam às prateleira para serem vendidos novamente como produtos recondicionados.

Outro tipo de logística reversa envolve as embalagens, que são produzidas de modo a serem reutilizadas diversas vezes, retornando constantemente à cadeia de suprimentos. Bons exemplos dessa categoria são garrafas retornáveis, galões de água e botijões de gás.

Leia também: Logística reversa no e-commerce: o que é e por que ela é importante para o seu negócio

E aí? Você já conhecia todos esses tipos de logística reversa?

Agora que você já conhece tantos tipos de logística reversa, não há mais desculpas para não implementar essas práticas nas rotinas de sua empresa, contribuindo para a preservação do meio ambiente!

Mas se você está em busca de uma solução mais robusta para otimizar as operações de transporte de sua empresa, investindo em tecnologia para garantir segurança e produtividade nos serviços prestados, conte com a Maplink!

Somos a maior empresa de tecnologia em logística da América Latina. Desenvolvemos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas como funciona na prática?

  • Permite ter visibilidade de todo o processo de transporte de cargas
  • Permite a otimização de rotas e controle de frotas
  • Possibilita a redução de custos e a automação de processos
  • Possibilita a criação de roteiros de visitas para equipes internas que vão a campo
  • E muitas outras possibilidades

Faça como grandes empresas que possuem operações logísticas de qualidade, e que são referência mundial como: BRF, Nestlé, Piracanjuba, Velocity, Habib’s, JBS, Máxima Sistemas. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem todos esse tipos de logística reversa! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

Comments are closed.