como-calcular-custo-de-entrega

Como calcular custo de entrega? Quais elementos são levados em conta? 4 dicas para reduzir esse custo

Se você está querendo saber como calcular custo de entrega, o primeiro ponto que deve ficar claro é que esse cálculo leva em conta uma série de fatores. Ou seja, quem pensa que a definição desse valor depende apenas da distância entre o remetente e o destinatário, está muito enganado.

Um segundo ponto de grande importância é que não há uma regra geral. Ou seja, esse cálculo varia de empresa para empresa, ficando a encargo de cada transportadora definir quais serão as variáveis consideradas para definir os seus valores.

Qual o real impacto de saber como calcular custo de entrega para uma empresa?

Seja uma transportadora ou um varejista, entender como calcular custo de entrega é extremamente importante para garantir a rentabilidade de uma operação. Um erro nesta etapa, e a margem de lucro pode ficar abaixo do esperado, ou então, a venda pode ser perdida, por desistência do cliente diante de um valor muito alto.

É o que acontece com grande frequência, de acordo com dados de uma pesquisa de 2018 do ReclameAqui, onde foi constatado que 63,9% dos consumidores entrevistados costumam abandonar o carrinho de compras quando o frete calculado é muito alto.

Com isso, podemos perceber que saber como calcular o custo de entrega é uma parte extremamente delicada da venda, afinal, nenhum consumidor quer pagar mais caro na entrega do que no próprio produto.

Neste artigo, vamos falar sobre como calcular custo de entrega em diferentes modalidades e entender quais são as principais variáveis que devem ser consideradas para isso.

Qual é a melhor modalidade de entrega para o meu e-commerce?

Antes mesmo de saber como calcular custo de entrega, é necessário definir qual o melhor método a ser adotado pela sua empresa. Essa definição depende de fatores como o tamanho do seu e-commerce e a demanda de entregas.

Se for um negócio local, você pode optar por contratar um motoboy, os Correios, ou até mesmo utilizar veículo próprio. Já se for um grande e-commerce, que entrega em todo o país, você ainda pode optar pelos Correios, ou até mesmo por uma empresa especializada em fretes, como uma transportadora.

Para que você possa compreender melhor, a seguir veremos as diferenças e variáveis a serem consideradas para calcular o custo de entrega em cada um desses casos.

Como calcular custo de entrega pelos Correios?

Para a definição do valor de frete, os Correios consideram não apenas a distância a ser percorrida para a entrega, mas também a relação entre o peso e as dimensões da mercadoria.

Para isso, o cálculo se dá por meio da seguinte fórmula: comprimento x largura x altura ÷ 6.000, sendo o último valor, o fator de cubagem resultante da relação entre peso e volume ideal do pacote, estabelecido internacionalmente pela Entidade Internacional das Empresas Aéreas (IATA).

Após esse cálculo, compara-se o peso físico com o peso cúbico e o preço do frete se dá em cima do de maior valor. Caso o produto tenha 10 kg ou menos, considera-se seu peso físico, ao invés do cúbico.

Por exemplo, se você tiver uma embalagem com peso físico de 11kg e dimensões de 40cm de comprimento, 35 de largura e 50 de altura, o cálculo seria: 40 x 35 x 50 ÷ 6.000 = 11,66. Neste caso, o preço do frete seria calculado em cima do peso cúbico, ou seja, 11,66kg.

Já se você tiver uma embalagem com peso físico de 12kg e dimensões de 55cm de comprimento, 40 de largura e 20 de altura, o cálculo seria: 55 x 40 x 20 ÷ 6.000 = 7,33. Neste caso, o preço do frete seria calculado em cima do peso físico, ou seja, 12kg.

Mas pode ficar tranquilo que você não precisará fazer essas contas à mão. Basta inserir os valores no simulador de Cálculo de preços e prazos de entrega, disponível no site dos Correios, que em poucos cliques ele te apresenta os valores, de acordo com as especificações de CEP e modalidade de envio que você definir.

Cálculo Frete Correios - Como calcular custo de entrega

Sistema de cálculo do custo de entrega pelos Correios. Fonte: Site Correios

Como calcular custo de entrega de uma transportadora?

Quando se trata de um grande e-commerce, com um alto volume de vendas e entregas em um curto período, a melhor alternativa acaba sendo contratar os serviços de uma transportadora.

No próprio site de muitas delas costuma haver o campo para o consumidor fazer uma simulação do cálculo. Em casos em que não há, basta entrar em contato com a empresa e fornecer os dados de destino, medida e peso da encomenda para solicitar um orçamento.

O cálculo tende a ser semelhante ao dos Correios, podendo variar apenas no fator de cubagem. No entanto, vale ressaltar que cada transportadora tem seus próprios critérios para calcular custo de entrega.

Confira algumas empresas pelas quais você pode começar a calcular o seu custo de entrega:

Como calcular custo de entrega com veículo próprio?

Se o seu e-commerce for um negócio local, você tem a possibilidade de realizar entregas com um veículo próprio. Para isso você deve contabilizar todos os custos envolvidos nesse processo, como:

  • Salário e benefícios do motorista;
  • IPVA;
  • Combustível;
  • Manutenção do veículo.

Após somar todos esses custos, basta dividir o valor pelo número de entregas realizadas no período para ter uma média do custo entrega.

Como calcular custo de entrega com motoboy?

Outra opção para quem precisa fazer entregas locais de itens menores é o serviço de motoboy. O custo dessa modalidade vai variar de acordo diversos fatores, tais como:

  • Taxas praticadas pela empresa contratada;
  • Número de entregas;
  • Peso, quantidade e dimensões das embalagens;
  • Distância percorrida.

Por isso sempre vale a pena pesquisar e negociar valores.

Para o cálculo do custo médio de cada entrega você precisa apenas dividir o custo total das entregas realizadas em determinado período pelo número total de entregas.

Agora que você já sabe como calcular custo de entrega, vamos ver algumas estratégias que podem ajudar a reduzir esse custo para o consumidor.

3 estratégias para a redução do custo de entrega

Independentemente do tamanho do seu e-commerce, rever suas estratégias de tempos em tempos é crucial para perceber pontos em que é possível melhorar, adotando uma postura mais competitiva.

Reduzir o custo do frete para o consumidor, sempre que possível, é um bom exemplo de medida que pode ter um impacto muito positivo em suas vendas.

No entanto, o frete grátis, buscado pela maioria dos consumidores, simplesmente não existe. Ou seja, sempre que uma loja oferece frete grátis, alguém está pagando essa conta. Neste caso, o próprio e-commerce. Então, como posso utilizar essa estratégia para aumentar minhas vendas?

Uma vez que você entendeu como calcular custo de entrega, já tem mais um dado para se basear na hora de buscar uma redução de custos em outras áreas, a fim de incorporar o custo de entrega e poder oferecer esse benefício a seus clientes. Confira algumas dicas que podem te ajudar nessa tarefa:

1 – Divida os custos com seus clientes

Absorver parte do custo do frete, cobrando um valor reduzido do consumidor, é uma excelente maneira de se diferenciar da concorrência, aumentando as chances de atrair e fidelizar novos clientes.

No entanto, para a implementação de uma estratégia como essa, é necessária uma avaliação minuciosa da capacidade financeira da empresa, de modo a garantir que esse custo extra não comprometa sua lucratividade, causando prejuízos.

2 – Reduza custos operacionais

Uma boa gestão de custos logísticos pode contribuir de diversas formas para a redução dos gastos operacionais dentro de uma empresa.

A implementação de estratégias que visem a redução de desperdícios, aumento da produtividade, automatização de rotinas, dentre tantas outras ações, são exemplos de práticas que influenciam diretamente na precificação.

O uso de um sistema de gerenciamento de transporte (TMS) pode ser de grande utilidade neste quesito. Esse software é capaz de reduzir custos por meio da automatização de diversas atividades, incluindo o cálculo do custo de entrega.

Economizando nessas outras áreas você passa a ter mais condições de absorver parte do custo de envio, oferecendo valores mais baixos aos consumidores.

3 – Negocie com as transportadoras

Estabelecer contrato com mais de uma transportadora é uma ótima estratégia para ter mais opções de valores.

Além disso, comparar preços e barganhar descontos é sempre uma boa alternativa para conseguir uma redução nos custos, que poderá ser repassada para seus clientes sem prejudicar a rentabilidade de suas vendas.

4 – Seja inovador

Uma ótima alternativa é oferecer a possibilidade de os clientes retirarem os pedidos pessoalmente, seja na loja ou em algum outro ponto de retirada.

Conhecido como Click & Collect ou Buy Online Pick Up In Store (BOPIS), essa prática já é comum entre os brasileiros. É o que constatou uma pesquisa da Manhattan Associates, que verificou que 60% dos consumidores que compram online, preferem retirar seus produtos em uma loja física.

O uso dessa estratégia pode trazer vantagens tanto para o varejista quanto para o consumidor. Por parte do cliente:

  • Diminui o tempo de espera para receber o produto;
  • Elimina o custo de entrega;
  • Facilita o processo de troca ou devolução, caso seja necessário.

Já para o varejista:

  • Reduz o custo de logística relacionado a entrega;
  • Leva o cliente até a loja, criando a possibilidade de efetuar novas vendas e aumentar seu ticket médio.

Precisa de ajuda para gerenciar seus processos?

Mesmo sabendo como calcular custo de entrega, em meio a correria do dia a dia é sempre bom poder contar com um suporte especializado, capaz de resolver questões burocráticas como essa e tantas outras.

Maplink, por exemplo, desenvolve soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas como funciona na prática?

  • Permite que o usuário faça compras online e retire em loja física, ou vice-versa;
  • Permite expedir pedidos de forma automatizada;
  • Possibilita controlar a entrega em tempo real, levando em conta as características da sua empresa;
  • Possibilita a criação de roteiros de visitas para equipes internas que vão a campo;
  • E muitas outras possibilidades!

Se interessou? Entre em contato com um de nossos especialistas e descubra como podemos ajudar o seu negócio a entrar no nível de grandes empresas como BRF, Nestlé, Ambev e mais!

Gostou do texto? Compartilhe nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a saberem como calcular custo de entrega! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

Comments are closed.