o que é lead time?

O que é lead time e quais cuidados tomar na hora de avaliar este indicador

Você deve ter notado a demanda por processos mais ágeis e otimizados, correto? Saber o que é lead time e compreender como ele afeta na logística da sua empresa pode fornecer bons insights sobre este tema.

A revolução tecnológica dos últimos tempos gerou um efeito em cascata de modernização e aprimoramento. Mas, em contrapartida, também gerou um aumento na expectativa dos clientes.

Não é à toa que serviços de entrega expressa viralizaram com tamanha rapidez. E, inúmeras empresas começaram a se preocupar em acelerar seus processos para agilizar a entrega, reposição de estoque e, claro, atendimento ao cliente.

Há, no entanto, uma enorme variação entre o tempo e quantidade das etapas de cada nicho do mercado. Um móvel de luxo personalizado, por exemplo, pode ter mais etapas e demorar muito mais tempo até o last mile delivery do que um produto alimentício, por exemplo.

Então, como saber se o seu tempo está acima, ou não, do desejado?

Saber o que é lead time pode ser um ótimo começo!

Descubra exatamente o que significa este termo, quais seus impactos na área de logística e ainda 3 dicas para diminuir o lead time da sua empresa!

O que é lead time?

indicador lead time

Lead time é um termo que, em tradução livre, significa tempo de espera, também chamado de tempo de aprovisionamento, ou ciclo. De forma resumida ele indica o intervalo de tempo entre o recebimento do pedido pelo setor de vendas até a entrega ao cliente.

Ou seja, é um indicador que mensura o tempo que o consumidor precisa aguardar (esperar) pela mercadoria.

Falando assim parece algo muito simples, mas saber o que é lead time demanda um pouco mais de aprofundamento, neste que é um dos principais indicadores de desempenho logístico. Afinal, se olharmos superficialmente você pode acreditar que quanto menor o lead time melhor, certo?

Sim e não. 

Isso depende do parâmetro de comparação que você está utilizando.

Imagine, por exemplo, comparar o tempo de compra, produção e entrega de uma empresa de jóias personalizadas e uma cake bakery. Se a sua ideia é diminuir o lead time de forma a se equiparar com a segunda empresa podem acontecer duas situações:

  • Perceber que é impossível e se frustrar ou
  • Tentar se aproximar eliminando etapas e processos responsáveis pelo valor agregado do seu produto, eficiência ou qualidade.

Outro reflexo comum para diminuir o lead time seria manter um grande estoque. Mas, se tem uma coisa que não funciona no processo produtivo é tentar adivinhar quais são os gargalos.

Um e-commerce sem estoque, por exemplo, consegue ter um lead time menor, e mais eficiente, do que uma empresa com um galpão de estocagem. Se as etapas do processo forem muito bem calculadas e otimizadas o estoque é a menor questão dentro do lead time.

Comparar o lead time da sua empresa com outros de setores diferentes é definitivamente um dos maiores erros de avaliação.

A melhor forma para estabelecer um parâmetro de comparação correto é basear-se no lead time de concorrentes diretos, expectativa dos clientes e metas da empresa.

Como interpretá-lo?

interpretação de indicadores

A avaliação do lead time deve se basear no ótimo esperado em cada fase e o alcançado na realidade. A ideia deve ser, portanto, chegar o mais próximo da eficiência, eliminando tempo ocioso, burocratização desnecessária e deficiência de pessoal e ferramentas.

Se você faz um planejamento estratégico no transporte de cargas e o gerenciamento adequado, com certeza, já notou etapas que não atuam no ideal da sua capacidade. Seja por colaboradores que enfrentam dificuldade em lidar com as ferramentas, aquele software que apresenta falhas com frequência, ou gestão de frota inadequada.

Quando adquirimos mecanismos e ferramentas logísticas nós traçamos qual a capacidade máxima de atuação, certo? A melhor forma de interpretar o lead time, portanto, é avaliar o hiato entre esse período esperado e o que realmente ocorre na prática.

Importância de saber o que é lead time

A cadeia logística possui processos que envolvem muitos custos, seja de armazenamento, seguro, transporte, manutenção de frotas, softwares e ferramentas. Isso quer dizer que quanto mais exato for o cálculo e a listagem das informações, dos suprimentos e da demanda, melhor, correto?

Desta forma podemos entender onde estão os gargalos do processo e onde é preciso agir com mais urgência. Compreender, portanto, o lead time é fundamental para tornar os processos logísticos mais eficientes.

Além, é claro, de fornecer dados e informações relevantes para a tomada de decisões e planejamento estratégico.

O objetivo principal de saber o que é lead time, portanto, é trazer mais precisão para os cálculos que envolvem processos internos. Quanto menor for o intervalo de tempo sem atividade, empregado de forma ineficiente ou com falhas rotineiras, melhor será seu relacionamento com fornecedores e clientes.

É importante salientar que o lead time também é impactado pela atuação dos seus parceiros O lead time de produção e entrega podem ser excepcionais, mas se o de compras apresentar deficiência todo o seu processo fica prejudicado.

Consequentemente, isso vai gerar atrasos na entrega para o cliente final, prejudicando sua experiência, afetando a confiança e imagem da sua empresa no mercado. Como você pode perceber, saber o que é lead time vai evitar uma cascata de atividades prejudiciais para a saúde do seu setor de logística.

Veja também: Como fazer planejamento estratégico de transporte de cargas?

Seu lead time está mais alto do que o seu cliente espera?

lead time análise

Bom, então temos três dicas que você precisa aplicar imediatamente:

 

  • Capacite seus profissionais e preocupe-se em mantê-los atualizados em relação a todas as implantações realizadas;
  • Invista em uma ferramenta de logística para auxiliar no planejamento estratégico, gerenciamento e acompanhamento do setor.

 

Maplink

A Maplink é um dos maiores softwares de inteligência em logística América Latina. Utilizado por empresas como BRF, Nestlé, Ambev e mais 3 mil clientes no mundo todo.

Nele você consegue ter acesso a funções para:

  • Organizar rotas de entregas;
  • Integrar e implementar APIs para otimização de processos logísticos e gerais;
  • Calcular custos de combustível;
  • Fazer o armazenamento na nuvem;
  • Etc.

Para quem procura soluções mais robustas, nós da Maplink desenvolvemos ações sob medida para as suas necessidades. Fale com um de nossos especialistas e conheça as melhores soluções!

Tags: No tags

Comments are closed.