Exemplos de Cidades Inteligentes: 3 iniciativas incríveis

Conhecer exemplos de cidades inteligentes é importante para que possamos nos inspirar, encontrando soluções para problemas que enfrentamos em nosso dia a dia.

Anualmente, a IESE Business School publica o estudo Cities in Motion, rankeando as cidades mais inteligentes ao redor do mundo de acordo com nove critérios: tecnologia, planejamento urbano, transporte e mobilidade, meio ambiente, governança, economia, coesão social, capital humano e projeção internacional.

Recentemente publicamos um post explicando o que são cidades inteligentes, como surgem e como funcionam. Hoje vamos nos aprofundar um pouco mais no assunto, conhecendo alguns desses exemplos de smart cities para entender o que as torna tão especiais.

O que torna uma cidade inteligente?

Também conhecidas como smart cities, as cidades inteligentes são aquelas que se apoiam na tecnologia para promover um desenvolvimento social e econômico sustentável. Para isso, criam soluções inovadoras, capazes de melhorar a qualidade de vida de seus habitantes e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente.

Exemplos de smart cities não faltam, afinal, o desenvolvimento sustentável tem sido uma pauta cada vez mais importante no mundo todo, adotada por diversos países que se preocupam com a preservação do meio ambiente. Mas como essas cidades funcionam na prática? Que tipo de soluções tecnológicas são essas?

Os governos podem atuar com a elaboração do planejamento urbano, viabilizar práticas sustentáveis, mas a participação da população e da iniciativa privada é indispensável. Neste sentido, a logística sustentável é um grande exemplo que pode ser adotado por empresas de todos os portes para contribuir com esta jornada.

Confira a seguir alguns exemplos de cidades inteligentes e entenda a importância desse tipo de iniciativa para o mundo.

3 exemplos de cidades inteligentes

Projetos de cidades inteligentes tem sua origem na percepção dos limites do planeta, que sofre com o consumo desenfreado e a exploração em busca de recursos.

Preocupados com a preservação do meio ambiente e com a qualidade de vida de sua população, muitas cidades enxergam na tecnologia diferentes maneiras de promover um crescimento de forma mais limpa e sustentável. Confira alguns exemplos de cidades inteligentes:

1 – Londres

cidade inteligente exemplo

Entre os exemplos de cidades inteligentes que separamos, não poderíamos deixar de citar o primeiro lugar no ranking da IESE, a capital da Inglaterra, Londres.

Exemplo em mobilidade urbana, a cidade possui um metrô com mais de 400 quilômetros de extensão. Seu sistema de transporte é referência no mundo todo, integrando metrô, trem, ônibus, táxi e bicicletas. Além disso, com um único cartão é possível ter acesso a vários meios de transporte.

Para reduzir a emissão de gases, a cidade incentiva o uso do transporte público, restringindo a circulação de carros no centro e implementando a cobrança de uma taxa para a circulação de veículos poluentes.

2 – Amsterdã

exemplo cidade inteligente

Outro grande exemplo de cidade inteligente ocupa a 8ª posição no ranking da IESE em 2020.

Amsterdã, capital da Holanda, tem as bicicletas como um dos principais meios de transporte utilizados pela população. Por conta disso, a cidade é toda adaptada para este tipo de veículo, com ciclovias e estacionamentos em toda parte.

No entanto, o compromisso com a redução da poluição não para por aí. Com o Clean Air Action Plan, a cidade pretende reduzir a zero a emissão de gases poluentes no setor de transporte até 2030. Implementado em fases, o projeto visa substituir o veículos movidos a diesel e gasolina pelos que funcionam à base de eletricidade ou hidrogênio.

Parece uma meta bastante ambiciosa, mas com um bom planejamento e apoio de todos os envolvidos, é plenamente possível. É ou não é um exemplo de cidade inteligente a ser seguido?

3 – Curitiba cidade inteligente

Embora não seja a única cidade brasileira a aparecer no ranking da IESE, Curitiba se destaca na questão ambiental. Ocupando a 138ª posição, a cidade, que é conhecida como capital ecológica, possui dezenas de parques com áreas verdes espalhadas por toda a sua extensão.

Além disso, outro elemento que faz dela um exemplo de cidade inteligente é seu programa de coleta seletiva, que incentiva a população a separar o lixo antes de descartar, favorecendo a reciclagem.

Aliando mobilidade e meio ambiente, Curitiba ainda é famosa por seu sistema de transporte coletivo, que inspira o de muitas outras cidades. Parte da frota é composta por veículos híbridos, que funcionam à base de biocombustível e eletricidade, o que reduz as emissões de CO2 na atmosfera.

O que você achou desses exemplos de cidades inteligentes?

Cidades inteligentes não nascem da noite para o dia. Elas são resultado de planejamento, trabalho e é claro, do comprometimento de todos os envolvidos: governo, empresas, população.

Práticas voltadas para a redução de desperdícios e a implementação da logística reversa, por exemplo, são capazes de gerar impactos significativos, seja reaproveitando materiais ou dando o destino correto aos resíduos gerados a partir de sua produção.

O que sua empresa tem feito a esse respeito? Que tal utilizar a tecnologia a seu favor?

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem esses exemplos de cidades inteligentes! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

smart cities exemplos

Newsletter
Últimos Posts

Saiba mais sobre os recursos ODRD do Google Maps Platform

Na era da Economia Compartilhada, novos serviços de transporte, como solicitação de carona, compartilhamento de carona e plataformas de...

Artigos Relacionados