Tudo o que você precisa saber sobre gestão de estoque no varejo

Qual o volume ótimo para manter um estoque? Essa é uma das maiores questões da gestão de estoque no varejo. Entender até que ponto exatamente estamos em um lugar seguro, com volume suficiente para atender nossa demanda, e qual o limite para tornar-se um peso orçamentário.

Como já falamos algumas vezes por aqui, o processo logístico representa um dos maiores impactos no faturamento da sua empresa, e o estoque é, sem dúvida, um dos principais responsáveis.

Naturalmente, a cobrança por processos mais eficientes, corte de custos e otimização de insumos/serviços é frequente. E, com razão, afinal, a maior parte dos prejuízos que ocorrem nestas fases podem ser facilmente evitados com planejamento, monitoramento e análise de resultados.

Ou seja, através de uma gestão de estoque no varejo eficiente!

Claro que isso foi apenas um pedacinho do que significa essa estratégia, continue conosco nessa leitura para entender exatamente o que é gestão de estoque no varejo, quais as vantagens de implementá-la e, claro, algumas dicas especiais para otimizar o gerenciamento.

O que é gestão de estoque no varejo

A gestão de estoque no varejo refere-se ao conjunto de estratégias e ferramentas de controle de insumos, produtos finalizados e matéria-prima armazenados fisicamente na empresa, ou em armazéns.

A ideia é trabalhar para manter um estoque ótimo, com o volume e a variação corretos, durante o tempo e as condições de armazenagem ideais. Para isso é necessário ter claro a cartela de produtos, demanda atual e esperada, para, então, determinar a necessidade de compra da empresa.

Essas condições, no entanto, irão variar dependendo do tipo de estoque escolhido pela empresa, canais de venda (online e offline) e área de atuação.

É, portanto, responsabilidade da gestão de estoque no varejo:

  • Controlar e supervisionar compras;
  • Prospectar demandas futuras;
  • Armazenar e processar matérias-prima e produtos acabados;
  • Controlar, monitorar e supervisionar o armazenamento;
  • Controlar pedidos;
  • Implantar ferramentas e inovações que otimizem o gerenciamento de estoque no varejo;
  • Analisar indicadores de desempenho logístico relacionados ao estoque;
  • Criar novas estratégias que minimizem os gargalos apontados nas análises de indicadores de estoque.

Qual a importância de fazer a gestão de estoque

Como você já deve imaginar, a gestão de estoque no varejo é indispensável para evitar o capital financeiro parado. E sabemos o quão custoso pode ser ter um estoque com baixo giro, não é mesmo? Afinal, corremos um risco maior de deterioração dos insumos e de produtos já prontos, possibilidades maiores de fraudes, furtos e danos. Além, é claro, da obsolescência ou perda de produtos.

Saiba mais: Descubra como reduzir custos logísticos na empresa.

Por outro lado, um estoque insuficiente vai prejudicar ainda mais uma empresa. Afinal, podemos perder vendas, frustrar o cliente com atrasos e prazos acima do esperado, além de prejudicar a imagem da empresa no mercado.

Outro ponto importante é que a gestão de estoque no varejo possibilita que a sua empresa implante uma estratégia omnichannel muito mais eficiente. Integrando de forma correta os pedidos de compra de cada canal, com o estoque disponível.

Uma gestão de estoque eficiente, portanto, diminui custos desnecessários, melhora a experiência do cliente e ratifica o profissionalismo da sua empresa frente a clientes em potencial, concorrentes e demais empresas do mercado.

O Sebrae produziu um vídeo muito interessante sobre como implantar uma gestão de estoque no varejo eficiente. Veja só:

Quer mais algumas dicas para potencializar ainda mais sua estratégia de gestão de estoque no varejo? Então, veja abaixo mais 3 dicas que separamos para você!

3 Dicas para otimizar o gerenciamento de estoque no varejo

1 – Ficar atento aos indicadores

Como em qualquer outro gerenciamento, os indicadores são termômetros indispensáveis do sucesso das ações empregadas na gestão de estoque no varejo. São eles que ratificam, ou emitem alertas, sobre a eficiência do volume, acondicionamento e uso do estoque.

Um dos principais indicadores da gestão de estoque no varejo é a velocidade do giro. Ou seja, a velocidade de movimentação desses insumos e produtos.

Outros indicadores que você precisa ficar atento são:

  • Lucratividade e
  • Impactos no faturamento

Lembre-se que se você não está acompanhando o desempenho da sua gestão de estoque no varejo, então, com certeza, ela deve estar ineficiente. Afinal, é através de indicadores que conseguimos visualizar gargalos e pontos sem otimização.

2 – Monitoramento

Para que a gestão de estoque no varejo seja eficiente é preciso ter um calendário de fiscalização e monitoramento muito bem delimitado. A periodicidade dessas atividades minimiza erros de contagem e facilita a construção de expectativas de demanda muito mais assertivas.

Uma das estratégias utilizadas é a verificação do estoque por amostragem, ou inventário rotativo. É uma forma de tornar mais viável a fiscalização contínua em grandes estoques. Ah! A automação é item indispensável na aplicação desta dica!

Falando em automação…

3 – Utilizar tecnologia e automação na gestão de estoque no varejo

A tecnologia tem impactos muito positivos na gestão de estoque no varejo. Além da escalabilidade, podemos automatizar tarefas repetitivas e garantir que algumas falhas humanas sejam minimizadas. Principalmente no monitoramento de estoque, checagem, acondicionamento correto de cada mercadoria e distribuição nos pontos de venda.

Através das ferramentas corretas, e inteligência de dados, podemos otimizar não apenas a gestão de estoque no varejo, como também a coleta e distribuição de forma a garantir mais eficiência em toda a cadeia logística.

Quer entender como a Maplink pode te ajudar nesse processo? Então, conheça um pouco mais sobre as nossas funcionalidades!

Maplink

A Maplink, junto com o seu time de TI ou desenvolvimento, oferece uma plataforma de APIs que integram com os sistemas da sua empresa, usando a tecnologia para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Somos a maior empresa de tecnologia de geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área!

Desenvolvemos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps a as nossas APIs voltadas à logística. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Braspress, JSL, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais! Ah, não esqueça de assinar a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

geofencing ads o que é

Tags: No tags

Comments are closed.