5 Importantes Medidas de Segurança no Transporte de Cargas

Adotar medidas de segurança no transporte de cargas é uma ação imprescindível dentro do setor logístico das empresas.

Além de ajudar a evitar prejuízos, essas medidas também são essenciais para garantir a segurança do condutor e de terceiros, a integridade da carga e a rentabilidade da operação. 

Sabendo isso, a sua empresa já adota alguma medida de segurança?

Um levantamento realizado pela NTC&Logística revelou que, em 2021, foram registradas 14.434 ocorrências de roubo de cargas nas estradas e rodovias do Brasil. 

Roubo de Cargas no Brasil – Situação Regional 2021 – Fonte: NTC&Logística

Roubo de Cargas no Brasil – Situação Regional 2021 – Fonte: NTC&Logística

Vale destacar que o roubo de cargas é apenas um dos problemas que oferecem risco ao transporte de cargas. Outros exemplos são: más condições das estradas, problemas de sinalização, despreparo dos motoristas, falta de manutenção nos veículos, dentre tantos outros.

Para te ajudar a manter a integridade de suas operações, neste artigo mostraremos algumas das mais importantes medidas de segurança no transporte de cargas que você precisa implementar na sua empresa com urgência!

5 medidas de segurança no transporte de cargas

Problemas como atrasos, avarias, acidentes e roubos de carga são apenas alguns exemplos de desafios que o setor de transporte enfrenta diariamente. Para evitar grandes prejuízos, é necessário que as empresas invistam em medidas de segurança no transporte de cargas. Confira algumas das principais:

1 – Manutenções preventivas da frota

A falta de manutenção da frota aumenta as chances de falhas mecânicas que colocam em risco a vida de seus colaboradores e de terceiros. Por isso, uma das principais medidas de segurança no transporte de cargas é justamente a manutenção preventiva.

Esse procedimento ajuda a identificar e antecipar falhas mecânicas, permitindo que sejam corrigidas antes que causem problemas maiores. Além de prevenir acidentes, essa prática também contribui para prolongar a vida útil dos caminhões.

Portanto, elabore um calendário de manutenções programadas, que devem ser realizadas periodicamente em todos os veículos. Outra dica neste sentido é a realização de vistorias gerais antes de cada viagem, atividade que é conhecida como manutenção preditiva.

2 – Treinamentos e capacitações para condutores

Outra medida de segurança no transporte de cargas é a capacitação contínua dos condutores. 

Um motorista experiente e bem treinado sabe como se portar no trânsito e age com prudência, reduzindo os riscos de acidentes ou de causar algum dano a carga.

Alguns treinamentos podem beneficiar todo tipo de condutor, como é o caso de cursos sobre legislação de trânsito ou de direção defensiva. Já outros, como o de transporte de cargas perigosas, são mais específicos, e ainda mais indispensáveis.

3 – Seguro para a carga

Segurança nunca é demais, concorda? 

Mesmo que você adote diversas outras medidas de segurança no transporte de cargas, imprevistos como acidentes, roubos, furtos ou avarias podem ocorrer. Nestes casos, ter o seguro da carga é essencial para evitar grandes prejuízos.

Além de gerar mais tranquilidade para sua empresa, contar com um seguro ainda pode aumentar a confiança de seus clientes em relação aos seus serviços.

4 – Monitoramento da frota

Outra medida de segurança no transporte de cargas é o uso da tecnologia  de rastreamento de ativos para o monitoramento da frota. 

Mais do que saber a localização exata de um veículo em tempo real, essa é uma boa forma de saber se o percurso determinado pela roteirização está sendo seguido ou não.

5 – Roteirização

Além de otimizar o planejamento de rotas, reduzindo os custos e aumentando a produtividade, a roteirização de cargas é essencial para selecionar estradas com asfalto em boas condições e evitar áreas de risco, com alta incidência de acidentes ou assaltos.

Vale ressaltar que a roteirização também envolve outros processos, como a escolha do veículo adequado para cada operação, respeitando a capacidade máxima de carregamento, e se atentando para a disposição da carga. 

Erros nesta etapa podem resultar em um desgaste maior dos eixos e da suspensão, podendo até mesmo causar acidentes.

Newsletter

Está gostando do conteúdo? Veja mais

Últimos Posts

Saiba mais sobre os recursos ODRD do Google Maps Platform

Na era da Economia Compartilhada, novos serviços de transporte, como solicitação de carona, compartilhamento de carona e plataformas de...

Receba novidades

Cadastre-se para receber em seu e-mail dicas sobre gestão de frotas e as últimas novidades do setor