logística 4.0 exemplos

6 exemplos de Logística 4.0: sua empresa mais competitiva

Alguns exemplos de logística 4.0 são:

  1. Otimização da Gestão de estoque;
  2. Controle mais eficiente da cadeia produtiva;
  3. Movimentação de mercadorias dentro de armazéns;
  4. Auxiliar na Gestão de frotas;
  5. Aprimorar a atividade de Roteirização;
  6. Automatização e aperfeiçoamento da operação de distribuição.

O grande avanço da tecnologia, que deu início à 4ª revolução industrial, nos levou à era da informação. A inteligência de dados permitiu a criação de sistemas inteligentes e superconectados, que estão constantemente se aperfeiçoando e, consequentemente, aprimorando as operações das empresas que os utilizam.

Esse movimento também deu origem ao conceito de logística 4.0, uma evolução da logística tradicional, fruto da transformação digital nas organizações. Ao investir nas novas tecnologias, as empresas estão sendo capazes de aprimorar seus processos, tornando-os mais ágeis, eficientes e lucrativos.

Neste artigo você terá a oportunidade de conhecer alguns exemplos de logística 4.0 aplicada em diferentes contextos.

Logística 4.0: 6 exemplos práticos

As novas tecnologias estão revolucionando a forma como as empresas atuam no mercado. Neste contexto, inovação e conectividade cada vez mais têm se tornado diferenciais competitivos. Confira alguns exemplos de logística 4.0 e veja o que fazer para não ficar para trás.

1 – Otimização da Gestão de estoque

Um grande exemplo do que a logística 4.0 tem a oferecer para as empresas vêm da tecnologia de Identificação por Radiofrequência (RFID).

Utilizando sensores e etiquetas com RFID — que substituem os antigos códigos de barras — é possível otimizar o controle de estoque, da etapa de recebimento até a venda, tornando o processo muito mais ágil e eficiente.

No vídeo abaixo você pode conferir o case brasileiro de uma loja de roupas que conseguiu dobrar suas vendas e aumentar seu faturamento com o uso de RFID:

2 – Controle mais eficiente da cadeia produtiva

Em conjunto com a Internet das Coisas (IoT), as etiquetas também podem ser utilizadas para ter um controle mais eficiente da cadeia produtiva.

Essa tecnologia permite acompanhar todo o processo, da chegada do insumo, passando pela linha de produção, até o produto ser finalizado, armazenado e, finalmente, entregue ao cliente.

Assim é possível saber exatamente em qual etapa o pedido do cliente se encontra, além de ter um controle mais preciso da quantidade de insumos, o que permite operar com um estoque mais enxuto, reduzindo os custos de armazenamento.

3 – Movimentação de mercadorias dentro de armazéns

Nosso terceiro exemplo de logística 4.0 parece coisa de filme, mas é bem real!

Quando ouvimos o termo “veículos autônomos”, pensamos logo em carros capazes de circular pelas ruas sem motorista, mas você sabia que este mesmo conceito pode ser utilizado para automatizar a movimentação de mercadorias em armazéns?

Utilizando Machine Learning, câmeras e sensores é possível criar robôs capazes de ler o ambiente ao seu redor e processar imagens, com isso eles conseguem se locomover de forma autônoma, realizando tarefas ao mesmo tempo em que identificam e desviam de obstáculos.

Confira o vídeo abaixo para ver como isso funciona na prática:


4 – Auxiliar na Gestão de frotas

O rastreamento da frota de veículos é importante tanto por uma questão de segurança, quanto para garantir que o condutor siga a rota pré-definida. Mas e se eu te disser que com a logística 4.0 é possível ir além? Quer um exemplo?

A Internet das Coisas (IoT) é a tecnologia que permite que dispositivos se conectem entre si e troquem informações, podendo ser uma grande aliada na gestão de frotas.

Por meio de sensores instalados nos caminhões é possível coletar dados importantes sobre sua saúde, como: velocidade, consumo de combustível, uso dos freios e embreagem, temperatura do motor, etc.

Com isso é possível acompanhar o funcionamento do veículo em tempo real, o que possibilita identificar falhas e desgastes antes que causem acidentes. Além disso, também permite acompanhar o desempenho do condutor, identificando vícios e comportamentos de risco que podem colocar sua vida e a de terceiros em perigo.

exemplos logística 4.0

Fonte: v2com.com

5 – Aprimorar a atividade de Roteirização

Todo gestor de logística sabe que a rota mais curta nem sempre é a mais rápida, econômica ou segura, afinal, são muitos os fatores que devem ser considerados para se chegar no melhor percurso possível.

A roteirização por si só já é capaz de gerar bons resultados, no entanto, ao associar esta atividade com as novas tecnologias, é possível ir muito além.

A inteligência de dados permite analisar o histórico de trânsito, incidência de assaltos e acidentes, condições das vias, restrições da operação, etc. Ao cruzar todos esses dados, um algoritmo baseado em machine learning é capaz de definir a rota mais eficiente e segura de acordo com as especificações inseridas no sistema.

6 – Automatização e aperfeiçoamento da operação de distribuição

A logística 4.0 veio para revolucionar a atuação das empresas no mercado. São diversos tipos de tecnologias que podem ser aplicadas para otimizar suas operações e garantir um melhor desempenho.

No vídeo abaixo você confere o case da Natura, um ótimo exemplo de logística 4.0 aplicado em seu centro de distribuição, mostrando a diferença que uma operação informatizada é capaz de gerar para uma empresa. Confira:

E aí? O que você achou desses exemplos de Logística 4.0?

Esses são apenas alguns exemplos da logística 4.0, mas já dá para ter uma noção de como o investimento nessas tecnologias é importante para garantir a competitividade diante de um mercado sedento por inovação. Não fique para trás! Comece a aprimorar as operações da sua empresa ainda hoje.

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem esses exemplos de Logística 4.0! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

logística 4.0

Tags: No tags

Comments are closed.