quarta-feira, outubro 20, 2021

Logística 4.0: o que é? Como funciona? Vantagens e Desafios

A Logística 4.0 é a evolução da logística tradicional. Produto da transformação digital gerada pela quarta revolução industrial, que tem suas origens no desenvolvimento de tecnologias emergentes, como: IoT, Machine Learning, sensores, IA, computação em nuvem, Big Data, dentre outras.

O termo Logística 4.0 surgiu como um reflexo direto da quarta revolução industrial, que deu início a era dos dados, com a exploração de tecnologias como: Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas, etc.

Essas novas tecnologias e ferramentas transformaram os meios de produção, bem como a maneira como as pessoas vivem e consomem, principalmente nos grandes centros urbanos.

Alguns países da Europa e da América do Norte, por exemplo, são pioneiros no assunto e estão mais avançados na aplicação da logística 4.0 em suas indústrias. Cabe aos demais se aprofundar no tema para não ficar para trás e poder aproveitar as oportunidades que estão surgindo.

Justamente por isso, preparamos este artigo completo, onde explicaremos tudo sobre logística 4.0, quais são suas origens, como funciona, os principais desafios enfrentados pelo setor, além de alguns exemplos práticos de aplicação.

A evolução da logística ao longo do tempo

tudo sobre logística 4.0

Para entender como chegamos à revolução 4.0 é importante compreender o conceito de revolução que, neste contexto, se refere a acontecimentos históricos que alteraram profundamente as estruturas de produção e comercialização existentes.

1ª e 2ª Revoluções Industriais

A primeira revolução industrial, por exemplo, trouxe a máquina a vapor, manufatura e, consequentemente, o começo da industrialização. Já na segunda revolução industrial, percebemos uma industrialização mais concreta, com indústria química, elétrica, de petróleo e do aço, além de progressos na comunicação e meios de transporte.

3ª Revolução Industrial

Apesar de a evolução tecnologia já dar alguns indícios desde a segunda revolução, podemos considerar que as maiores mudanças começaram mesmo após a 3ª Revolução Industrial, com o advento da Internet, em meados do século XX.

Foi nessa época que começaram a surgir as primeiras ideias sobre robótica, e a ciência passou a possibilitar inovações cada vez mais rápidas e revolucionárias.

Neste período, desenvolvemos sistemas capazes de gerenciar as atividades logísticas, automatizando etapas de compras e o gerenciamento de materiais e recursos. Além, é claro, de entrarmos no universo dos e-commerces, que alterou consideravelmente as etapas de distribuição e controle de estoque.

4ª Revolução Industrial

Como você pode notar, a 3ª Revolução foi responsável por mudanças significativas no mercado. E quando pensávamos estar no limite do desenvolvimento, começamos a perceber os efeitos da evolução tecnológica e da facilidade na transmissão de informações que ela proporcionava.

Diante de consumidores cada vez mais conectados, tornou-se necessário desenvolver formas de otimizar sua experiência de compra. A solução: investir em tecnologias emergentes a fim de otimizar processos e melhorar a qualidade do atendimento, o que gerou uma verdadeira transformação digital nas empresas.

Com isso, chegamos à 4ª Revolução Industrial, a era da informação e dos dados superconectados que, alavancada pelas novas tecnologias, ocasionou transformações nos mais diversos setores da indústria, dentre eles, deu origem à logística 4.0.

O que é a logística?

evolução da logística

Podemos entender logística como uma área do conhecimento, de atuação ou mesmo um setor que tem por objetivo garantir que os produtos certos estejam no lugar certo, no momento certo e pelo menor custo possível. Para isso, envolve diversas atividades, como:

  • aquisição;
  • transporte;
  • armazenagem;
  • embalagem;
  • distribuição;
  • entrega;
  • etc.

Sendo assim, não é exagero dizer que a logística é vital para manter o mundo moderno “girando”, uma vez que ela é responsável pelo abastecimento de qualquer tipo de empreendimento, bem como de regiões inteiras. De supermercados a hospitais, tudo depende da logística para funcionar de forma plena.

O que é logística 4.0?

exemplos d logística 4.0

O que hoje conhecemos como logística 4.0 é fruto direto da quarta revolução industrial, que ficou marcada pelo surgimento e desenvolvimento de tecnologias como:

  • Internet das Coisas (IoT);
  • Machine Learning;
  • Inteligência Artificial;
  • Big Data;
  • Computação em Nuvem;
  • Sensores;
  • Simuladores;
  • Impressoras 3D;
  • Robótica.

De forma bem direta, podemos dizer que a logística 4.0 é uma evolução da logística tradicional, que se dá por meio da aplicação dessas novas tecnologias aos antigos processos logísticos, tornando-os muito mais informatizados, produtivos e eficientes.

Essas transformações introduziram o setor na era da informação, na qual processos, sistemas e ferramentas funcionam de forma integrada e interconectada, gerando, processando e analisando dados que serão utilizados para otimizar ainda mais as operações, em uma espécie de ciclo virtuoso de autodesenvolvimento.

Na tabela abaixo você pode conferir as principais diferenças entre a logística tradicional e a logística 4.0:

tabela diferença tradicional logística 4.0
Fonte: e-millennium.com.br

Qual a função da tecnologia na utilização da logística 4.0?

A tecnologia é a base da logística 4.0. Ela pode ser aplicada em praticamente tudo o que vemos no dia a dia, do gerenciamento de estoque ao planejamento de rotas. Sua atuação contribui tanto para otimizar a qualidade da execução de uma atividade, quanto para conferir maior agilidade, elevando os níveis de serviço.

Por exemplo: a tecnologia é responsável por integrar sistemas, ferramentas e máquinas, permitindo que se comuniquem entre si e funcionem de forma autônoma, gerando dados capazes de aperfeiçoar cada vez mais sua operação.

Essa mesma automatização ainda contribui para uma redução considerável dos erros em processos diversos, uma vez que elimina as falhas humanas.

Qual é a influência da logística 4.0 na cadeia de suprimentos?

A logística 4.0 contribui para a modernização da cadeia de suprimentos. Nesta relação, quanto maior for a velocidade de compartilhamento da informação mais eficiente e confiável se torna a operação.

Veja um exemplo prático: considerando o uso conjunto de tecnologias como computação em nuvem e sensores, é possível, por exemplo, compartilhar informações referentes à localização e deslocamento de uma carga de mercadorias em tempo real.

Neste exemplo simples, o uso dessas tecnologias permitem que transportadora, comprador e vendedor saibam exatamente onde está a carga. Ou seja, a logística 4.0 torna a cadeia de suprimentos muito mais eficiente e produtiva, uma vez que proporciona acesso à informação de forma rápida e eficiente.

Como funciona a logística 4.0?

A logística 4.0 não é uma estratégia engessada, que simplesmente colocamos em prática e observamos os resultados aparecerem. Ela é um processo em constante desenvolvimento, que cresce e se aprimora a partir de investimentos, inovações e muita tecnologia.

Afinal, novas ferramentas que possibilitam maior integração, mais conectividade e trazem ainda mais independência para “coisas”, processos e etapas surgem a todo instante. Na prática, portanto, você precisa estar sempre atento às atualizações das suas ferramentas e estratégias.

Desta forma é possível imprimir todas as vantagens da logística 4.0 a longo prazo na rotina da sua empresa. Mas, que tipo de benefícios a logística 4.0 pode gerar?

5 vantagens da logística 4.0

logística 4.0 na cadeia de suprimentos

Como já mencionamos, a logística 4.0 é um caminho inevitável para atender a um mercado cada vez mais digital e conectado. No entanto, mesmo diante dessa demanda clara e crescente, muitas empresas ainda não investem em estruturas de automação capazes de manter e até mesmo aprimorar seu potencial competitivo.

Se você é dono ou trabalha para alguma delas e ainda está em dúvida a respeito dos benefícios da logística 4.0, vamos pontuar algumas das principais vantagens dessa revolução:

1 – A automação aumenta a produtividade de toda a sua equipe, reduz custos com retrabalho e falhas humanas e ainda é uma ótima aliada na prevenção a fraudes;

2 – A inteligência artificial possibilita criar simuladores cada vez mais eficientes, máquinas e processos mais inteligentes que permitem escalabilidade com aumento dos níveis de serviço;

3 – A internet das coisas proporciona mais integração e conectividade entre etapas, colaboradores, fornecedores e clientes. Assim criamos uma cadeia que se alimenta de dados valiosos em tempo real, com comandos inteligentes e maior independência;

4 Sensores e simuladores são algumas das ferramentas mais potentes na logística 4.0, afinal, eles possibilitam o monitoramento de cargas e roteirização de veículos, com a construção de rotas mais eficientes, minimizando riscos;

5 – A conectividade em tempo real, armazenamento em nuvem e integração permitem criar gerenciamentos mais eficientes, principalmente no acompanhamento de manutenção de frota, controle de estoque e gerenciamento de compras.

Quais os principais desafios da logística 4.0?

Como nem tudo são flores, a implementação da logística 4.0 também enfrenta alguns desafios na maioria das organizações. Apesar de gerar economia a longo prazo, o custo de implantação de algumas tecnologias acaba sendo uma barreira para muitos.

Por ser algo relativamente recente, outro grande desafio para a implantação da logística 4.0 é a limitação técnica dos colaboradores, que precisam ser treinados para lidar corretamente com a tecnologia e, assim, conseguir extrair o melhor dela.

Outro ponto importante diz respeito à infraestrutura, que precisa estar à altura dos requisitos da tecnologia. Por exemplo: considerando que algumas dependem do fluxo constante de um grande volume de dados, é necessário dispor de uma conexão capaz de suprir essa demanda, o que não é a realidade de algumas regiões do Brasil.

3 exemplos de logística 4.0 na prática

Já vimos o que é logística 4.0, como ela surgiu, como funciona, vantagens e desafios. Então agora vamos ver alguns exemplos práticos da aplicação da logística 4.0 no dia a dia:

1 – Melhorar o desempenho na Roteirização

Uma das atividades mais importantes dentro da logística, a roteirização é fundamental para definir os melhores percursos, aumentando a produtividade e reduzindo custos. Pois fique sabendo que ela pode ser ainda mais eficiente quando conta com o auxílio das novas tecnologias.

Com o auxílio da inteligência de dados é possível utilizar um algoritmo baseado em machine learning para analisar fatores como: histórico de trânsito, restrições da operação, condições das vias, etc., encontrando o percurso mais seguro e eficiente.

2 – Movimentar mercadorias em armazéns

Um armazém bem organizado é fundamental para manter a produtividade em alta. Uma das atividades mais comuns neste contexto é a movimentação de mercadorias, que muitas vezes leva tempo e está sujeita a erros. Mas e se dissermos que é possível automatizar essa atividade?

Com o apoio de tecnologias como: machine learning, câmeras e sensores é possível programar robôs para de ler o ambiente ao seu redor por meio de processamento de imagens. Isso permite que eles se locomovam de forma autônoma, desviem de obstáculos e realizem tarefas pré-definidas.

Assista ao vídeo abaixo você consegue ver como isso funciona na prática:

3 – Otimizar a Gestão de estoque

Outro exemplo interessante de aplicação da logística 4.0 está na tecnologia de Identificação por Radiofrequência (RFID).

Ao invés dos já conhecidos códigos de barras, você pode utilizar etiquetas com RFID e, com auxílio de sensores, é possível substituir o lento e burocrático processo de conferência das mercadorias por um sistema ágil e automático, capaz de conferir milhares de peças em poucos instantes.

Confira o case brasileiro de uma loja de roupas que dobrou suas vendas ao implementar a tecnologia de RFID:

Transforme a atuação da sua empresa no mercado com a implementação da Logística 4.0

Cada vez mais a adesão à logística 4.0 deixa de ser uma opção e passa a ser uma necessidade. A tecnologia está avançando e seus concorrentes também. A empresa que não se mexer, certamente acabará ficando para trás. Mas ainda dá tempo de virar o jogo e você pode contar com a gente!

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a entenderem tudo sobre logística 4.0! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

logística 4.0 o que é

spot_img
Newsletter
Últimos Posts

Google Maps Plataform: Novo recurso de estilização de mapas

Neste mês, o Google anunciou um novo recurso de estilização de mapas, que permite melhorar a experiência para os...

Artigos Relacionados