técnicas de roteirização

Técnicas de Roteirização: reduza custos e o tempo de entrega

O grande objetivo das técnicas de roteirização é definir o melhor percurso, a fim de encurtar distâncias e reduzir o tempo necessário para a realização de entregas.

Trata-se de uma atividade essencial para melhorar a qualidade do serviço e reduzir o custo do transporte, que pode chegar a dois terços do total dos custos logísticos.

No entanto, cada tipo de operação tem suas particularidades. Algumas possuem poucos pontos de parada, e são bem mais simples de roteirizar, até mesmo manualmente. Já outras, exigem rotas mais complexas, exigindo métodos mais avançados, como ferramentas especializadas.

Neste artigo, vamos entender melhor como isso funciona e falar um pouco sobre algumas das técnicas de roteirização mais conhecidas e utilizadas.

O que é roteirização?

Roteirização é a elaboração sistemática de um percurso que pode envolver um ou mais destinos. O grande objetivo dessa atividade é estabelecer o melhor caminho possível, definindo a sequência das paradas de acordo com as necessidades da operação. Dessa forma, é possível otimizar o tempo de entrega, encurtar distâncias e reduzir custos.

Leia também: Quais são os benefícios da roteirização? Conheça 11 vantagens

Técnicas de roteirização

Há várias técnicas de roteirização que podem ser empregadas para otimizar as operações de uma empresa. A definição de qual é a melhor fica ao encargo de cada gestor, uma vez que depende do tipo de transporte que será realizado, bem como dos prazos e objetivos do negócio.

Por exemplo: o caminho mais rápido nem sempre é o mais curto ou o mais barato. Da mesma forma, o mais curto pode sair mais caro e levar mais tempo. Tudo depende de fatores como:

  • tipo e peso da carga;
  • quantidade e tipo de veículos utilizados na operação;
  • condições das estradas;
  • presença de pedágios ao longo do percurso;
  • condições do trânsito;
  • distância total do percurso e entre cada uma das paradas.

Confira agora algumas das principais técnicas de roteirização e descubra qual melhor se encaixa no seu tipo de operação.

Leia também: Como fazer roteirização de entregas? Por onde começar?

1 – Problema do caixeiro viajante ou método do vizinho mais próximo

A técnica de roteirização conhecida como o problema do caixeiro viajante é uma das mais conhecidas.

Trata-se de um método que busca encontrar a melhor sequência em uma série de paradas. Seu objetivo é minimizar a distância percorrida sem precisar passar mais de uma vez por um mesmo ponto.

Simples e prático, o método se sai muito bem quando o número de paradas não é muito grande, mas pode não ser tão eficaz diante da necessidade de rotas mais complexas.

Para pôr em prática, você precisa marcar em um mapa cada uma das paradas do roteiro. Em seguida, defina o ponto de partida e considere o destino mais próximo como a parada seguinte. Faça os mesmo com demais locais de entrega, até passar por todos os pontos e retornar para a origem.

2 – Método de Varredura ou Sweep Algorithm

Semelhante à técnica do vizinho mais próximo, o método de varredura é voltado para situações em que há um maior número de pontos de entrega. Assim, ao invés de montar um único roteiro com todos as paradas, você irá separar por zonas e definir os percursos baseado na proximidade dos pontos.

Essa técnica de roteirização é dividida em duas fases: agrupar e roteirizar. Após demarcar todas as paradas e centros de distribuição em um mapa, você deve:

1 – agrupar os pontos de acordo com sua proximidade. É importante que cada agrupamento não ultrapasse a capacidade de carregamento dos veículos que serão utilizados no transporte.

2 – dentro de cada grupo, estabeleça o roteiro a ser seguido com base na proximidade entre os pontos de parada.

3 – Método de Clarke e Wright ou método das economias

O método Clarke e Wright é um dos mais utilizados em softwares. Essa técnica de roteirização visa a redução da distância total percorrida, bem como o uso do menor número de veículos possível para a operação.

A ideia desse método é partir da pior situação possível, imaginando um veículo indo até uma única parada e retornando para o depósito, a fim de descobrir a distância máxima a ser percorrida. Em seguida, combina-se duas paradas, eliminando um veículo e reduzindo a distância.

exemplo de roteirização

Fonte: Congresso Nacional de Excelência em Gestão

Posteriormente, calcula-se todas as combinações de paradas, duas a duas, a fim de determinar qual é a mais econômica. Para isso, utiliza-se a seguinte fórmula:

método de roteirização

Após ter calculado todas as possibilidades, monte uma lista com os resultados dos ganhos em ordem decrescente e comece a combinar os nós que apresentaram maior ganho.

Após cada combinação, você deve verificar se o percurso é viável em termos de tempo e capacidade de carregamento do veículo, a fim de garantir a efetividade da operação. O processo acaba quando todas as paradas estiverem incluídas nos roteiros.

Tecnologia e técnicas de roteirização

Para empresas que possuem grandes operações de transporte, como é o caso de e-commerces e transportadoras, o uso da tecnologia é indispensável. Ferramentas como as APIs são capazes de tornar essa atividade ainda mais eficiente, conferindo maior agilidade para a operação, além de reduzir consideravelmente seus custos.

Leia também: O que é roteirização de transporte? Quando ela é necessária?

Ficou claro como as técnicas de roteirização podem otimizar a atuação da sua empresa?

Com o apoio de uma ferramenta eficiente para a aplicação dessas técnicas de roteirização, é possível obter resultados significativos. Da redução do tempo de entrega até a redução dos custos de transporte, sua empresa passa a contar com uma série de vantagens, capazes de transformar sua atuação no mercado.

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem as principais técnicas de roteirização! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

tipos de roteirização

Comments are closed.