terça-feira, dezembro 7, 2021

Quais são os principais tipos de Fraudes Digitais? 4 exemplos

A pandemia de coronavírus acelerou a adesão dos consumidores aos meios de compras online. Se por um lado isso contribuiu para aumentar as vendas no e-commerce, também abriu mais espaço para a ação de criminosos, que usam dos mais diversos tipos de fraudes digitais para aplicar golpes.

Um levantamento da ClearSale, líder em soluções antifraude, constatou que só no primeiro semestre de 2020, dos 53,4 milhões de pedidos analisados, 760.301 foram classificados como tentativa de fraude. Isso evitou a perda de mais de R$765 milhões, valor 63,5% maior do que o constatado no mesmo período do ano anterior.

Apesar de o contexto da pandemia representar uma grande oportunidade para o aumento dessas práticas, sabemos que este não é um problema exclusivo do período pelo qual passamos. Para que você fique por dentro do assunto, neste artigo apresentamos os principais tipos de fraudes digitais e como se proteger deles.

O que são fraudes digitais?

Há vários tipos de fraudes digitais, mas de maneira geral, podemos entender este conceito como qualquer situação em que dados bancários e/ou informações pessoais são utilizados indevidamente para cometer crimes, gerando prejuízos às vítimas, que podem ser tanto consumidores como empresas.

Quais são os principais tipos de fraudes digitais?

Saber quais são os tipos de fraudes digitais mais comuns é o primeiro passo para se proteger delas, concorda? Confira algumas das principais modalidades de golpes utilizadas pelos fraudadores:

1 – Phishing

O Phishing consiste na ação de criminosos que se passam por conhecidos, plataformas de e-commerce ou de instituições financeiras para roubar dados pessoais e bancários de suas vítimas.

De acordo com o levantamento da TransUnion, esse é o tipo de fraude digital mais comum no mundo atualmente, sendo responsável por 27% dos casos.

O golpe envolve a criação de um site falso extremamente semelhante ao de outras empresas. Por meio de mensagens via e-mail, WhatsApp ou SMS, os criminosos enviam um link, solicitando a confirmação de dados. Ao clicar neste link, as vítimas são redirecionadas para o site falso, onde acabam caindo no golpe e fornecendo seus dados.

No vídeo abaixo você pode conferir um exemplo dessa prática, além de dicas para saber como identificar esse tipo de fraude digital:

2 – Envio de boletos bancários falsos

Esse tipo de fraude digital consiste na criação de boletos falsos em nome de grandes empresas. Ao efetuar o pagamento, a vítima deposita o dinheiro na conta dos fraudadores.

Algumas versões desse tipo de fraude podem envolver até mesmo a criação de páginas falsas que simulam o ambiente da empresa, para onde as vítimas são redirecionadas a fim de baixar o documento falso sem suspeitar do golpe.

3 – Instalação de softwares maliciosos 

Essa modalidade de golpe digital pode ocorrer ao navegar por sites suspeitos ou mesmo ao clicar em links recebidos de e-mails não confiáveis. Nessas situações, sem se dar conta, os usuários podem acabar instalando programas maliciosos, que darão acesso a suas informações privadas, dados pessoais e financeiros.

4 – Roubo de dados de cartões

Esse tipo de fraude pode ocorrer de forma física, quando um usuário tem seu cartão roubado; e virtualmente, quando o consumidor insere os dados do cartão em sites falsos, desprotegidos ou não confiáveis. Em posse desses dados, os fraudadores conseguem fazer compras e aplicar golpes até que o usuário descubra e bloqueie o cartão.

De acordo com a pesquisa da TransUnion, juntamente das cobranças fraudulentas, o roubo de cartões de crédito ocupa o primeiro lugar dentre os tipos de fraude digital mais comuns no Brasil, correspondendo a 26% dos casos.

Como evitar esses tipos de fraudes digitais?

Os diversos tipos de fraudes digitais já são um problema de longa data, e é provável que continuem surgindo novas modalidades desses golpes. Justamente por isso é importante manter a atenção e saber o que fazer para evitar esse tipo de problema. Confira algumas dicas:

O que os usuários podem fazer para não serem vítimas de fraudes digitais?

Muitas vezes as fraudes digitais ocorrem devido ao descuido ou desconhecimento por parte dos usuários. Sabendo disso, muitas empresas e instituições desenvolvem campanhas de conscientização, orientando seus clientes sobre comportamentos de risco e práticas de segurança. Dentre elas temos:

  • não faça cadastros em sites suspeitos;
  • nunca passe dados pessoais por telefone;
  • jamais compartilhe dados pessoais em redes sociais;
  • desconfie de ofertas muito chamativas;
  • sempre confira a reputação de lojas e vendedores antes de realizar compras online;
  • evite colocar dados em computadores de uso compartilhado e sempre faça log off de suas contas após o uso;
  • cuidado com links recebidos por e-mails ou SMS. Sempre confira o remetente, para onde o link vai, e na dúvida, não clique.

Leia também: Fraudes em Bancos Digitais: como ocorrem? Como prevenir? ?

Como empresas podem evitar de cair em fraudes digitais?

Imagine que ao analisar a fatura do seu cartão, você percebe uma movimentação suspeita. Sabendo que não o emprestou para ninguém e tendo certeza de que não realizou tal compra, entra em contato com a instituição financeira que, após análise, cancela a compra e estorna o valor.

Em situações como esta, a loja geralmente só toma conhecimento do golpe após já ter enviado o produto, e acaba ficando no prejuízo.

Para evitar os principais tipos de fraude digital, é extremamente importante que os e-commerces façam uso de um bom sistema antifraude, capaz de detectar situações suspeitas, evitando que esse tipos de compra seja aprovada.

Neste sentido, tecnologias como Big Data, Inteligência Artificial, Machine Learning e Geolocalização podem contribuir identificando usuários, cruzando dados, analisando padrões e tendências, de modo a detectar movimentações suspeitas que acusem tentativas de fraude, e assim, evitar grandes prejuízos.

O que sua empresa tem feito para se proteger desses tipos de fraudes digitais?

Parece não haver limites para a criatividade dos fraudadores na criação dos mais diversos tipos de golpes. Os usuários precisam ficar atentos, e cabe às empresas o investimento em tecnologias voltadas para a segurança, a fim de evitar que esses tipos de fraudes digitais ocorram.

A Maplink, maior empresa de tecnologia em geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área, fornece o apoio para otimizar as operações de sua empresa, garantindo informações estratégicas e a redução de custos operacionais.

Em parceria com sua equipe de TI, integramos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a comunicação entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Maior agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Maior agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, Decolar.com, Gol Linhas Aéreas, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem esses tipos de fraudes digitais e entender como se proteger! Além disso, assine a nossa newsletter para acompanhar os melhores artigos do blog da Maplink.

fraudes digitais

Newsletter
Artículos Recientes

Quais as vantagens do Google Cloud? Comparação com AWS

Quais são as vantagens do Google Cloud quando comparadas às da AWS (Amazon Web Services)?  Por mais que a AWS...

Artículos relacionados