terça-feira, dezembro 7, 2021

O que é custo operacional? Saiba o que fazer para reduzir as despesas

O custo operacional de uma empresa inclui todas as despesas relacionadas ao funcionamento de uma organização, como materiais, salário de colaboradores, tributos empresariais, logística, entre outras diversas necessidades.

Ter pleno controle de todos esses custos é um dos melhores caminhos para ter um negócio ainda mais lucrativo.

Para se ter uma ideia, de acordo com pesquisas de 2020, o setor logístico sofreu com aumento do custo operacional e diminuição da margem de lucro das transportadoras. Porém, na maioria dos casos, essa alta não fica restrita apenas a setores específicos.

Sendo assim, uma das obrigações relativas à gestão de uma empresa é entender o conceito por trás das despesas operacionais e seus impactos a fim de fazer um bom planejamento de custosgarantir a saúde financeira da empresa.

Continue a leitura e saiba mais sobre o que é custo operacional, os principais tipos e como reduzi-los na prática!

O que é custo operacional?

O custo operacional de uma empresa é a soma de todos os valores que precisam ser pagos para mantê-la funcionando. Essas despesas devem ser desembolsadas mesmo caso a empresa não faça nenhuma venda no mês, por exemplo.

Cada tipo de negócio e área de atuação tem suas próprias características para definir quais são os custos logísticos. Além disso, a sugestão é sempre calcular esses valores a cada 3 ou 6 meses, pois podem variar de acordo com a situação do mercado e outras mudanças.

Mas como você pode definir quais são os seus custos operacionais?

Para chegar a essa resposta, você deve se perguntar:

“Se eu eliminar certos custos da minha empresa, quais vão afetar diretamente a fabricação dos produtos ou prestação dos serviços que ofereço dentro do meu mercado de atuação?”

No entanto, alguns custos são mais comuns em quase todas as empresas.

Principais custos operacionais de uma empresa

  • Materiais, equipamentos e produtos;
  • Contratação, treinamento e demissão de funcionários;
  • Remuneração da administração e dos colaboradores;
  • Despesas logísticas (estoque, armazenagem e transporte);
  • Serviços de escritório e contabilidade;
  • Aluguel de imóveis e respectivas contas de consumo (eletricidade, água, internet, etc);

Leia também: Principais custos logísticos do e-commerce aos canais de venda offline

Assista ao vídeo abaixo e entenda mais sobre o que é custo operacional e como calculá-lo!

https://www.youtube.com/watch?v=nerM0UP0EA8

Agora que você sabe o que é custo operacional, vamos entrar em detalhes sobre os custos que não são operacionais!

O que é custo não operacional?

Os custos não operacionais são todos aqueles que se relacionam ao funcionamento e às atividades principais de uma empresa. Como exemplo, podemos citar isenção ou redução de impostos, subvenções para investimentos, receita com dividendos, indenização de seguros e juros sobre empréstimos.

Então, quais são as diferenças entre custo operacional e não operacional?

Em resumo, podemos definir a diferença entre custos operacionais e não operacionais pela simples compreensão do que é fundamental ou não para que uma empresa esteja produzindo e vendendo seus produtos ou serviços.

Em outras palavras, se os custos contribuem para o desempenho de um negócio, então são operacionais. Caso contrário, você deve considerá-los não operacionais.

Por fim, veja boas práticas sobre como reduzir os custos operacionais!

Como reduzir os custos operacionais?

Confira algumas dicas de como você pode reduzir os custos operacionais de sua empresa!

1. Faça uma gestão de custos eficiente

Uma boa gestão de custos é o primeiro passo na busca da redução deles. A gestão operacional de custos logísticos, por exemplo, auxilia de forma eficiente a organizar, planejar e monitorar as despesas envolvidas em todas as etapas da logística envolvidas no processo.

Aliás, é interessante criar uma planilha de custo operacional para sua empresa com o objetivo de manter os valores sob controle e ter uma ideia de por onde você deve começar a trabalhar para reduzi-los.

2. Utilize indicadores de desempenho

Dentro da própria gestão, uma tarefa indispensável é o uso de indicadores de desempenho para manter o controle e identificar gargalos ou desvios nos custos operacionais.

Desta forma, você garante que erros sejam corrigidos o quanto antes por meio de indicadores operacionais relacionados aos custos, recursos e orçamentos. Existem indicadores de estoque que oferecem uma boa noção do giro de estoque, ruptura, taxa de retorno, perdas e outros dados importantes.

3. Monitore e otimize processos

Todos os processos operacionais devem ser monitorados e otimizados. Inclusive, recomenda-se que esse acompanhamento seja feito junto dos próprios indicadores de desempenho citados no item anterior.

Com o total controle e otimização dos processos, é possível reduzir os custos operacionais por meio da eliminação de desperdícios de materiais ou atividades desnecessárias, por exemplo.

4. Invista na prevenção e manutenção

Ao levar em conta que equipamentos e ferramentas fazem parte dos custos operacionais de uma empresa, você precisa considerar que quaisquer problemas que possam sofrer também devem entrar nos valores (mesmo que sejam pontuais).

O fato é que a prevenção e a manutenção custam menos do que possíveis reparos ou trocas relativas a máquinas ou quaisquer outros aparelhos envolvidos no seu negócio. Inclusive, a falta de um equipamento quando você mais precisa pode trazer outros prejuízos além do financeiro.

5. Tenha uma equipe bem preparada

Até o momento, falamos sobre gestão, indicadores, processos e prevenção para reduzir os custos operacionais de sua empresa. E se tem algo que está ligado a todos esses elementos é a sua própria equipe e como ela lida no dia a dia no negócio.

Por isso, uma boa gestão de pessoas também permite ajudar na redução de custos operacionais com treinamentos, feedbacks de desempenho e a prática de escutar os colaboradores quanto a possíveis melhorias que eles mesmos podem estar cientes, mas não têm “coragem” de falar.

Conclusão sobre custos operacionais

Como pôde ver, entender o que é custo operacional em uma empresa é uma etapa indispensável para ter controle do seu negócio. É necessário trabalhar para otimizar todos os fatores e processos que influenciam na receita no final do mês.

Outro benefício da redução de custos operacionais é a possibilidade de baixar os preços de seus produtos ou serviços, assim você é capaz de atrair mais clientes de concorrentes que têm valores mais elevados. É uma vantagem competitiva que não tem como ignorar!

Leia mais:

Qual o custo operacional de uma empresa?

O custo operacional de uma empresa é definido por todos os valores necessários para manter a organização funcionando. Esses gastos são, por exemplo, materiais de produção, folha de pagamento, impostos, custos logísticos, entre outros.

Qual é a definição de custos?

O custo é o valor gasto no trabalho de produção de bens ou serviços. Ou seja, ele é definido por todas as despesas necessárias para produzir um objeto ou prestar um serviço, levando em conta os materiais e a mão de obra.

Saiba como a Maplink pode reduzir seu custo operacional e logístico

A Maplink, junto com o seu time de TI ou desenvolvimento, oferece uma plataforma de APIs que integram com os sistemas da sua empresa, usando a tecnologia para otimizar as operações, garantindo informações estratégicas e a redução de custos logísticos e operacionais.

Somos a maior empresa de tecnologia de geolocalização da América Latina, com 20 anos de experiência na área!

Desenvolvemos soluções que permitem utilizar a inteligência da geolocalização para melhorar a integração entres os canais online e offline, por meio da integração do seu sistema com a API do Google Maps. Mas quais são os benefícios disso na prática?

  • Aumento da eficiência nos atendimentos, reduzindo o tempo de resposta e facilitando o acesso ao histórico de cada cliente;
  • Agilidade e melhora na comunicação entre cliente e empresa, garantindo uma experiência de compra muito mais positiva para o consumidor;
  • Mais agilidade no fluxo de trabalho, uma vez que o sistema passa a ser alimentado automaticamente e em tempo real;
  • Redução de custos por meio da automatização de atividades, eliminação do uso de papel e otimização dos deslocamentos ao agrupar trabalhos geograficamente próximos;
  • Acesso a dados atualizados, que facilitam o acompanhamento de métricas e indicadores que garantem a satisfação dos clientes;
  • Melhora na rentabilidade, devido ao aumento da produtividade da equipe.

Apoiamos empresas que são protagonistas e referências nos mercados em que atuam, como: Mercado Livre, JSL, Sem Parar, Nestlé e BRF. Agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas.

Newsletter
Artículos Recientes

Quais as vantagens do Google Cloud? Comparação com AWS

Quais são as vantagens do Google Cloud quando comparadas às da AWS (Amazon Web Services)?  Por mais que a AWS...

Artículos relacionados